quarta-feira, 13 de junho de 2012

Until The Last Moment



Capítulo 5
Girls do what they want

Ficar na casa da Daniela e do Louis estava a começar a deixar-me mal. Não me entendam mal, eles são os meus melhores amigos e estão a ser incríveis comigo, mas ou eles eram um casal perfeito, que me lembrava de que o meu casamento tinha falhado, ou eles discutiam, por minha causa. Daniela, por ser mulher e minha amiga, continuava a impedir as visitas do Harry e dizia que quando eu quisesse vê-lo, iria ligar para ele, enquanto Louis dizia que Harry era seu amigo e se ele queria falar com a mulher dele (no caso, eu), Daniela não poderia impedir. 
Decidi que era hora de sair da casa dos dois e voltar para a casa dos meus pais por um tempo, só para por tudo no lugar. 
Eu ainda estava de férias do meu trabalho, e bom, aquele restaurante é meu, se eu resolver ficar mais alguns dias fora, ninguém poderá reclamar.

- Daniela, eu vou voltar para Portugal. 
- Como assim, Portugal? Tu amas Londres! 
- Eu sei, mas eu preciso colocar a minha cabeça de volta no lugar, não vou conseguir fazer isso aqui, a algumas ruas distante dele – O nome do Harry não era pronunciado por mim e nem por Daniela.
- Bf, sabes que podes ficar aqui o tempo que quiseres, certo? 
- Sim, sei, obrigada, mas está mesmo na hora de ir – Falei a sorrir –  sabes se os rapazes vão ter algum ensaio ou algo do gênero? 
- Sim, daqui a algumas horas.
- Ok, então quando o Louis sair daqui, eu vou para casa buscar algumas roupas e outras coisas que deixei para trás. 
- Quando pretendes ir? 
- Hoje mesmo, se for possível, vou comprar o meu bilhete de avião agora. 
- Não! Vais amanhã à tarde, hoje há uma festa com o elenco aqui em Londres, podes vir conosco – Ela referia-se ao elenco do novo filme dela, uma comédia romântica. 
- Não sei, não é cedo demais para sair a festejar por ai? 
– Tentei ser razoável. 
- Não. Vai ser divertido, tens que sair de casa um pouco. 
- Ok, mas se eu ficar chata demais, manda-me para casa – Disse a rir. 
- Combinado, vem, eu tenho uns vestidos lindos, tenho a certeza que um deles vai ficar perfeito em ti. 
Nós subimos para o closet dela e ficamos a experimentar os vestidos até Louis aparecer para avisar que estava a ir para o ensaio. Ele e Daniela se despediram, cheios de beijinhos e carinhos, o que me deixou levemente enjoada, eles eram fofos demais para o meu próprio bem. Acho que a Daniela notou meu desconforto e disse que ia acompanhar o Louis até a garagem.
Quando ela voltou, eu disse que iria a casa buscar algumas coisas e ela ofereceu-se para ajudar-me. 
Assim que chegámos, subimos para o quarto que eu costumava dividir com o Harry.  
Tentei não pensar no que Harry tinha feito desde quando saí de casa, abri o armário e comecei a colocar as minhas roupas numa mala. 

Horas mais tarde, estávamos de volta, a prepararmo-nos para a tal festa. Louis chegou e eu sabia logo que Harry estaria em casa e saberia que eu tinha passado por lá. 
- Acabei de voltar da tua casa, Loira. 
- Hum – Eu murmurei de volta, enquanto Daniela passava rímel nos meus olhos. 
- Foste lá hoje, não fos-te? 
- Sim... Vou voltar para Portugal. 
- Eu sei... nem ao menos vais falar com o Harry? 
- Vou, eu só preciso de mais um tempo sabes, por tudo no lugar. 
- Certo – Ele afirmou que sim com a cabeça – E aonde vocês vão? 
- Festa do elenco, eu falei-te ontem e tu fizes-te uma careta e disses-te que não querias ir – Daniela disse a rir-se. 
- Ah, certo – Disse o Louis – Aquele tal de Taylor Lautner vai estar lá? 
- Como assim tal de Taylor Lautner? – Daniela passou os braços pelo pescoço do Louis.
- Eu só estou a fingir ser um marido ciumento, sabes? – Ele riu-se enquanto beijava-a.
- Parvo, sabes que isso não é necessário, certo? 
- Certo, vocês querem boleia? Posso levar-vos e ir  buscar-vos.
- Porque não fazes uma noite de poker com os rapazes? 
- Tu és demais– Ele beijou-a – Vou ligar para os rapazes, não saiam sem avisar-me.

Daniela despediu-se do marido e nós as duas entramos no carro dela e fomos para a discoteca. 
A entrada estava cheia de paparazzi, os flashes cegavam-me, mas a Daniela já estava acostumada com isso, caminhava com confiança e deixava-me bem perto dela. 
- Deixaram os meninos em casa hoje, meninas? – Perguntou um dos paparazzi. 
- Girls do what they want! – Ela respondeu, rindo-se. 
Finalmente conseguimos entrar. O lugar era super fixe, eu já tinha estado lá algumas vezes. Logo,  ela encontrou a mesa onde os outros membros do elenco estavam. O elenco tinha vários atores e atrizes espetaculares, e o público e a crítica aguardavam ansiosamente o lançamento do filme, que aconteceria em alguns meses, mas eu poderia esquecer tudo isso e só lembrar-me que o Taylor Lautner estava ali, a rir-se para mim. Talvez porque eu estava a encara-lo desde que cheguei? Enfim, detalhes desnecessários, o facto era que ele estava a sorrir para mim. Preparei-me para abrir um sorriso e divertir-me um pouco naquela noite. 
Cumprimentei toda a gente, já os conhecia de outras ocasiões. 
Começou a tocar uma música do David Guetta e eu simplesmente tinha que ir dançar. Daniela tinha ido até o bar conseguir alguma bebida para nós então decidi ir para a pista sozinha. Comecei a andar pelas pessoas até conseguir um local em que não fosse completamente esmagada por estranhos e comecei a dançar. Taylor surgiu do nada e dançou comigo, era como se fossemos velhos amigos, ele não era muito bom e fazia passos engraçados e pedia-me para copiá-los. Eu só ria-me com ele, há algum tempo que não me divertia tanto. 
Não sei quanto tempo ficamos a dançar, mas foi o suficiente para ele suar e para os meus pés pedirem por algum descanso daqueles sapatos de tacão alto. 
- Preciso de beber algo – disse em seu ouvido. 
- Certo – Ele acenou com a cabeça e pegou-me pela mão, guiando-me para fora daquele mar de pessoas que ainda dançavam animadamente. 
Chegamos à mesa e a Daniela estava lá a conversar animadamente com alguns de seus colegas de trabalho. 
- Loira! – Disse a Daniela, alegre.
- Vamos beber uns shots? – Sugeri com um sorriso maroto no rosto.
Ela achou a ideia maravilhosa e lá fomos nós para o bar. 
Eu sentia-me óptima, feliz, depois de algum tempo sem me sentir assim.
Horas depois, decidimos que era hora de ir. Essa parte não é muito clara pra mim, mas enfim, entramos no carro da Daniela, ambas bêbadas demais para conduzir, e ficámos sentadas a rirmo-nos. 
Um dos seguranças do local, e amigo da Daniela de longa data, levou-nos de volta para casa. 
Entramos na casa dela aos empurrões. 
- Shiu –Disse a Daniela, com o indicador sobre os lábios – Queres acordar o Louis? 
- Não – Disse a rir-me  – Claro que não. 
- Eu estou acordado – A voz dele encheu a sala e nós olhamos para ele ali, parado – Anda Daniela, vamos tomar um banho e depois dormir? –Disse o Louis a rir-se.
- Não, não quero banho – Ela resmungou enquanto eles iam a subir as escadas. 
Eu fiquei a olhar a cena e ouvi vozes vindas da cozinha. Caminhei até lá e vi a mesa de poker toda preparada.
- Loira! Queres entrar no lugar do Louis? – Perguntou-me o Liam. 
Gelei. Não pela possibilidade de entrar no lugar do Louis. Eu era melhor no poker do que eles todos, mas eu gelei porque o meu futuro ex-quase-marido estava bem ali. E estava a olhar-me com uma cara de reprovação. Eu olhei para ele como se não me importasse com o que ele pensava de mim, o que era uma grande mentira.
-Tenho de ir dormir, boa noite,rapazes. 
Saí sem esperar ouvir respostas, subi as escadas o mais rápido que pude e deitei-me na cama, adormeci instantaneamente.

2 comentários:

Sara (Originalmente Awesome) disse...

Continua, estou a gostar muito! Não me faças esperar muito please... ;)

Jessica Martins disse...

ahaha, está bom (: