Living The Dream



1º Capitulo
Por vezes, quando menos esperamos a vida prega-nos partidas.



[Danielle]
“A minha vida é um tédio se não fosse a musica não sei o que seria de mim” – quantas vezes dizia eu isto, acho que várias.
Eu e a joana realizamos o nosso sonho, vamos para londres participar no x factor, vamos ser famosas, super estrelas, divas.
Passou 2 anos depois da nossa grande aventura acho que não correu muito bem … Tínhamos sonhos que foram desfeitos, estava eu com a joana mesmo ali em frente do nosso sonho e eu desperdicei-o.
- Danielle vais entrar ou vais ficar ai - normalmente sou eu a envergonhada, não deixamos tudo para trás, para agora estragares tudo. – Disse joana
Normalmente era eu que dizias aquelas palavras, mas algo me dizia para não ir, mas também não queria desiludir a joana.
- Jukes vai tu, tens uma grande voz, e vais ganhar isso, eu não consigo … - disse-lhe quase com as lagrimas nos olhos.
- Tu lá sabes, depois não venhas pedir autógrafos quando ganhar isto.
Fiquei com um sorriso parvo no rosto
Joana não ganhou, ficou em oitavo, quer dizer com as vozes que havia lá era difícil.
Eu atualmente era dançarina no programa e a joana andava por lá. Ambas interessamo-nos por o espetáculo por causa de um grupo, os one direction, simplesmente perfeitos e com uma voz incrível.
Certo dia estávamos a andar na Abbey Road, das ruas mais famosas de londres quando um moço alto vem contra mim
- Fogo, vê por andas. – Disse eu irritada, pois deixei cair as minhas sacas das compras
- Desculpa.
Fiquei especada a olhar, era o liam dos one direction, um dos meus ídolos, uns dos rapazes mais lindo que tinha visto. Fiquei durante minutos a olhar para ele, parecia mais uma eternidade.
- Mais vale tirar uma foto – disse ele – estas bem?
- Foto tua para quê? - Disse eu envergonhada – sim estou bem. Para que queria uma foto já agora?
- Sei lá, normalmente meninas bonitas pedem-me para tirar uma foto
- Pois não sou bonita, nem quero uma foto tua obrigada, e passe bem o resto do dia.
Ele riu-se, onde estava eu com a cabeça em recusar uma foto dele, sempre foi um dos meus sonhos.
- Pensei que fosses uma fã, por o tempo que paraste olhar para mim. Desculpa
- Não sou uma fã – ri-me com cara de sonsa – Adeus

[Joana]
Onde estava ela com a cabeça, aquela rapariga só faz disparates hoje em dia, primeiro não participa no programa, apenas dança, e agora recusa uma foto do liam payne dos one direction, meu deus!
- Danielle – gritei – não vás tão depressa, porque lhe mentiste? Estás bem
Ela não respondeu.
- Não estou. O que fui eu fazer joana? – Respondeu-me passado algum tempo.
- Não fizeste nada, foi esse o problema. – Disse-lhe
- Ele é tão bonito, aqueles olhos, bloquei, desculpa, enfim passou, anda.


[Liam]
Ela era linda, e o modo como sorria era único, eu já a tinha visto a dançar mas nunca a tinha visto ao vivo, fiquei triste por saber que ela não era minha fã.
Mas não podia ficar por aqui, fui atras dela, enquanto isso o Niall ligou-me atendi
- Diz Niall – disse-lhe
- Precisamos de ti agora, lembra-te que logo temos uma entrevista que estas a fazer?
- Estou a descobrir a rapariga dos meus sonhos – desliguei
Enquanto isso, já tinha chegado até elas. Ouvi tudo que Joana tinha dito. Fiquei feliz por saber a verdade mas não tive coragem para avançar, voltei para trás.
Fui ter com os rapazes.
- Rapariga dos meus sonhos? – Disse Louis – o que tens para nos contar?
- É complicado, cruzei-me com uma das dançarinas do x factor, ela ignorou-me. – Disse rapidamente.
- Pois, vê-la o que fazes, não te armes em bonzão – disse o zayn
-Não te preocupes.

[Danielle]
- Joana vou treinar amanha tenho espetáculo, ficas por aqui?
- Fico, bom treino e vê o que fazes! – Disse-me
Fui para x factor treinar com os participantes. Á saída deparei-me com o liam, o que fazia ele aqui, engoli em seco.
- Olá – disse-me ele com um sorriso – já não estás maldisposta?
- Olá, eu nunca estou maldisposta – disse-lhe com voz arrogante.
- Desculpa, parece que ontem começamos mal, não achas?
Não sabia que lhe dizer, tinha vergonha, mas não podia continuar assim e respondi-lhe com um sorriso na cara – Acho, eu sou a Danielle e adoro ouvir-te cantar.
- Eu sou o Liam, e amo te ver dançar.
Os nossos olhares trocaram-se, sorri-lhe e ele devolveu-me o sorriso.
Passamos a tarde toda a conversar, foi perfeito.

[Joana]
A Danielle já estava a demorar fui ter com ela aos estúdios do x factor.
Quando me encontrava lá, deparei-me com Zayn Malik um dos rapazes dos one direction. Fui ter com ele, não era de mim mas tomei essa iniciativa
-Olá – disse-lhe sorrindo
-Olá és a joana da 14º temporada certo?
- Sim, sou e tu o zayn Malik?
- Sim sou, tens uma voz fantástica além de um sorriso incrível – disse-me
- Obrigado – não sabia o que lhe dizer, fiquei por instantes calada.
- Que fazes cá? Disse-me
- Estou á procura da minha amiga Danielle Oak e tu?
- A ver se encontro o Liam, achas que estão juntos? Ou é coincidência a mais?
- Acho que não – respondi-lhe
- Queres ir beber alguma coisa ou assim? – Disse-me com uma voz doce e envergonhada
Apenas sorri-lhe, e abanei com a cabeça em forma de lhe dizer sim.

[Danielle]
Fui para casa, era tarde estava preocupada com a Jukes, por isso liguei-lhe.
- Jukes estas bem? Desculpa …
- Sim estou – interrompeu-me – estavas a demorar fui ao x factor.
- Ah bom, e onde estas agora? Perguntei-lhe?
- Estou com o zayn – Disse-me com uma voz tímida
- Que Zayn Jukes? Perguntei-lhe espantada
- Tu sabes até logo beijos.
A minha joana com o zayn dos one direction? Só podiam estar a brincar, eu estive a tarde com o Liam e ela com o Zayn.

[Zayn]

-Bem Joana, amei esta tarde contigo obrigado por a tarde.
Ela riu-se, os olhos dela era lindos, pequenos, nunca a tinha visto sem maquiagem pois ela no programa vinha carregada de produtos. Ela era simplesmente linda e o modo como sorria e elevava as bochechas para cima era perfeito.
- Também amei obrigado
Acho que foi amor á primeira vista, apaixonei-me mais por ela, do que por mim mesmo. Quando nos íamos a despedir, virei a cara não sei o que me deu Beijamo-nos. Ela parou por fim.
- Isto não devia ter acontecido – disse ela.
- Desculpa, desculpa não sei o que me deu.
Ela saiu a correr sem olhar para mim fiquei magoado.

[Joana]
Foi amor, á primeira vista, eu apaixonei-me por o impossível. Quando ele me beijou não sabia pensar em mais nada. Tive mesmo de parar o beijo
Depois disto, fugi, senti-me tão envergonhada, só me queria esconder.
Fui para casa.
- Que te aconteceu Jukes – Perguntou-me Danielle – Estas vermelha
 - Eu e o zayn beijamo-nos. – Respondi a gaguejar
- Jura – namoram? Então ele gosta de ti? – Perguntou-me mais uma vez a Danielle apressadamente
Fiz o gesto com os ombros como se não me importasse, ela assentiu.
- Vou dormir, preciso mesmo de dormir!
- Somos duas, respondeu-me, dorme bem.





2º Capitulo

A beleza importa por dentro e não por fora, e quando mais me disseres que sou bonita, irei-te responder sempre com um sorriso.


[Danielle]
Acordei com a claridade que entrava pela janela, estava feliz, com um sorriso pensativo na cara. Enquanto pensava na vida, deparei-me com o telemóvel a tocar
- Quem será? – Perguntei-me a mim própria, e atendi.
- Estou quem é? – Perguntei.
- Ola Danielle, é o liam ontem não ficaste com o meu numero …
Interrompi-o – olá Liam, esta tudo bem?
- Sim, queria saber se querias ir dar uma volta hoje, que achas?
- Acho bem, vamos á praia no fim da tarde?
- Estava a pensar ir a um centro comercial mas sim, vou te buscar ás 7 horas, depois jantamos num restaurante se quiseres.
- Sabes que sim – Disse-lhe – Não te esqueça até logo beijos
- De ti nunca – e desligou.
- Vais sair? – Perguntou-me estranhamente a Jukes – com quem e onde?
- Não te interessa, às 7 horas não estou cá ok? – Disse-lhe em forma de gozo
- Não quero saber, vou ficar por casa.
As horas passaram, mais parecia uma eternidade o que eu mais queria era voltar a ver o Liam, comecei o a ver de outra forma, não sei, entre tanto a campainha tocou. Abri.
- Estás pronta? – Disse-me ele de uma forma irónica.
-Sim estou, desde que me ligas-te – retorqui

[Liam]
-Em primeiro estás, Linda - disse-lhe, olhando nos olhos.
- Eu não sou bonita. – Disse-me revirando o olhar.
- Tu não sabes o quando és bonita, é isso que te faz ainda mais bonita.
Após dizer estas palavras, ela corou, e sorriu para mim, ela era sem dúvida única. Saímos de casa.
Fomos para uma praia pouco movimentada, estávamos a caminhar sobre as dunas aproximei-me dela. Num simples toque sobre o sol já a desparecer entre o mar as nossas mãos tocaram-se, e assim ficaram durante o resto do nosso percurso. Não falamos uma única palavra. Sentamo-nos numa rocha apreciar o majestoso mar.
- Gostava que ela estivesse aqui. – Comentou a Danielle
- Ela quem? – Perguntei.
- A minha loira, a minha melhor amiga, vai fazer 2 anos que não a vejo e não já não falo com ela á muito tempo.
- Porque ela não vem para cá?
- Nem tudo é fácil Liam, por vezes temos de abdicar de tudo para sermos felizes á nossa maneira.
-Pois – olhei para ela e disse – dentro de dias, ainda a vais ver.
Ela devolveu-me o olhar. Entre a brisa que pairava no ar, o sol quase a desaparecer e o ruido das ondas a bater nas rochas, beijamo-nos. Senti naquele momento que ela era a tal, e que a amaria para todo o sempre.
-Amo-te – disse-lhe após terminamos o beijo – queres ser minha?
- Liam, isto é estranho, és lindo, tens uma voz incrível, sou uma pessoa indiferente no mundo, tu não, tu fazes a diferença entre muitos.
- Mas eu só preciso de ti para ser feliz.
- Desculpa, acho melhor não nos vermos mais, isto é melhor não continuar, nem nos conhecemos – disse-me ela com lagrimas nos olhos.
-Eu sei que o teu coração não quer dizer isso. Amo-te
- E eu a ti.
Depois desta conversa, ela saiu da minha beira, tentei ir atras dela, mas não consegui fiquei ali sentado a olhar para o mar, não sabia o que fazer.



3º Capitulo
   Um amigo é como um irmão, em todas as ocasiões ele está sempre lá.



[Liam]
Recebi um SMS, por volta das 3 da manhã, mas só depois a li.“Preciso de falar contigo urgente, Joana!”Quando acordei por volta das 5h liguei-lhe:-Estás bem? Só li agora o SMS
- Sim. Tu e a Danielle já falaram? Eu soube das coisas, ela contou-me ontem á noite.
- Não – omiti – E tu e o zayn já falaram?
- Também não. Quero voltar para Portugal achas que deva?
- Lá sabes. Faz o melhor. Queres que te pague o bilhete?
-Boa ideia, obrigado Liam.
-De nada Joana-desliguei
Fui dormir, era por volta 6 da tarde eu precisava de acordar cedo no dia seguinte, e também estava cansado, pois eu e os rapazes tivemos mais um espetáculo.
Acordei, fui tomar banho e vesti-me eram 7 horas da manhã, na saída deparei-me com o Niall.
- Onde vais a estas horas? – Perguntei-lhe – Vai dormir.
- Pergunto-te o mesmo – disse-me – vou ao Nandos, queres vir?
-Não vou ter com a Danielle, preciso de esclarecer algumas coisas com ela.
-Assim tão cedo Liam?
- Também vais comer assim tão cedo? Sim ela deve estar a correr, ou a fazer algo parecido.
-Só pensas nela agora. – Disse-me a rir
- E tu só pensas em Nandos.
Afastei-me do Niall em paços longos. Precisava de procurar a Danielle.
[Danielle]
Estava eu a caminhar á beira do St. James Park, ouvindo musica, quando olho em frente e vejo que na minha direção se encontrava o Liam
Que esta ele a fazer aqui? Pensei para mim.
Ele passou por mim tentei fingir que não tinha visto, mas ele agarrou-me deixei-me levar, tirei os fones dos ouvidos e perguntei-lhe
- Que queres liam? Já não falamos por favor!
- Sempre me disseram para lutar pelos meus sonhos! Vou a Portugal amanha
- Que vais la fazer? – Fiquei interessada no que ele disse.
- Vou-te buscar a tua melhor amiga, quero-te ver feliz! Eu amo-te, mas tu não percebes, roubas-te o meu coração, e nem sequer o devolveste, imploro-te
Liam ajoelhou-se, senti-me elogiada por tudo que ele estava a fazer naquele momento, olhei-lhe nos olhos, não resisti.
- Liam James Payne, eu amo-te, desculpa, quero ficar contigo para sempre.
Ele levantou-se, e nesse mesmo instante pôs as mãos deles na minha cintura, pegou-me ao colo e sussurrou-me:
-Nenhum Tempo contigo será o suficiente, mas começaremos pela eternidade.

[Joana]
Estava sentada no sofá, a ver televisão saltava de canal em canal, estava a pensar na minha volta a Portugal, o que ia fazer? Talvez uns espetáculos por lá, não sei, só sei que estava farta de estar ali, em Inglaterra, já vivi o que tinha a viver o melhor era avançar na minha vida.
Decidi mandar um SMS ao Zayn.
“Zayn, vou voltar para Portugal, continuarei a gostar de ti, apenas queria que fossemos amigos, ou algo do género, não queria perder o teu contacto. Beijos Jukes.”
 Ele não me respondeu, não pensei mais nele, não valia a pena. Fui fazer as minhas malas para a viagem.
-Joana que estas a fazer? – Surpreendeu-me a Danielle – não posso sair um pouco de casa, começas logo a fazer as malas?
-Vou para Portugal - respondi-lhe – acho que é o melhor.
Nesse mesmo momento ela abraçou-me, foi reconfortável.
-Estava a ver que nunca mais me via livre de ti – disse-me ela a rir-se – só quero que faças o que é melhor para ti. Depois conta-me como aquilo está.
-Claro, ajuda-me a fazer as malas, sabes que não me falta roupa.

[Liam]
Depois de ter estado com a Danielle, decidi ir ter com os rapazes.
-Olha ele – disse o Harry – nem dás notícias.
- Ando ocupado, sabes como é – ri-me.
-Nós gostava-mos de a conhecer – disse o Louis.
-Até ia ser divertido, assim ela ia ver como não sou o único esquisito.
Mandei um SMS á Danielle.
“Queres-te encontrar comigo no Hard Rock? Quero que conheças umas pessoas, beijos adoro-te x”
De imediato recebi:
“Esta bem às 3 estou lá, não te demores, também te adoro beijos.”
Saímos todos de casa, á porta tinha algumas fãs que nos pediram autógrafos e fotos, não dissemos que não, seria indelicado da nossa parte. De seguida fomos para o Hard Rock.

[Danielle]
Estava no Hard Rock quando olho em frente e reparo que o Liam trazia os one direction atrás, de momento bloqueei, eram eles Zayn, Harry, Niall, Louis e claro o Liam.
Eles aproximaram-se de mim e cumprimentaram-me, com um beijo na cara.
-Olá – disse o Louis – já deves saber quem somos, mas chamo-me Louis, o de cabelo encaracolado é o Harry, o de olhar sedutor é o Zayn e o irlandês é o Niall e depois o Liam mas esse não é importante.
Ri-me e disse – Eu sei quem vocês são. Nunca pensei foi a vir conhecer todos
-Namoras com o Liam, tinhas de nos conhecer – disse o Niall a piscar-me o olho
-Nós não namoramos, acho. – Respondi de uma forma envergonhada.
-Vamos namorar um dia, por agora estamo-nos a conhecer – disse o Liam, e enquanto dizia estas palavras apertou-me contra ele.
Quando menos esperava, á nossa volta encontravam-se centenas de fãs, fiquei espantada nunca na minha vida tinha visto tal coisa.
-É melhor sairmos daqui o mais rápido-Disse o Niall-Vamos para casa, conversamos lá
-Sim – responderam
Fomos para a casa do Harry e do Louis, pois era a casa com mais espaço. Quando entrei fiquei de boca a aberta, tudo era magnífico, perfeito, lindo
-Que linda casa – disse surpreendida.
-Obrigado – Disse o Louis – Entra fica á vontade, faz de conta que é tua
-Antes fosse – ri-me.
-Fala de ti, sabemos poucas coisas – disse-me o Niall.
-Bem, eu sou Portuguesa, estou aqui em Londres á 2 anos e meio, pois o meu sonho sempre foi viver aqui.
-O teu sonho era conhecer-me – disse o Liam de uma forma séria, á qual fiquei assustada
-Um pouco também, amo dançar e gosto de cantar e pronto.
-E também amas cenouras – disse o Louis
-Para dizer a verdade graças a ti comecei a gostar de cenouras – ri-me.
-Eu tenho esse efeito sobre as pessoas, é por isso que o Harry me ama.
-Pois é, eu amo o Boo Bear.
-Ficam para jantar? – Perguntou o Louis
-Eu fico, encomendem pizza – respondeu o Niall muito rapidamente.
-Liam? Ficamos? – Perguntei ao Liam.
-Sim, e é melhor encomendar pizza se for o Louis a cozinhar
-Não cozinho assim tão mal, é combustível, e o Niall come.
-O Niall come de tudo – disse o Zayn.
Neste momento, riram-se todos, vi diante dos meus olhos, os meus sonhos a tornarem-se realidade, será que quando estamos acordados os nossos sonhos se realizam e quando estamos a dormir, apenas é a nossa imaginação?




4º Capitulo
Temos memorias gravadas no coração que não desaparecem facilmente, a isso se chama marcas do passado.


Com tudo isto fiquei a dormir na casa do Lou e do Harry, num quarto de hóspedes, mesmo que a meio da noite o Liam tenha escapado do quarto dele, para o meu ficamos abraçados a noite inteira, sentir o corpo dele junto do meu era a melhor sensação do mundo.
Acordei cansada, virei-me para o outro lado, e estava ali, mesmo ao meu lado a dormir na mesma cama que eu, Liam Payne, fiquei por instante a aprecia-lo. Passado um tempo, ele acordou e perguntou-me:
-Á quando tempo estas a olhar para mim? Não deveria ser ao contrário?
-Ao tempo suficiente para perceber como és lindo, enquanto dormes. Bom dia
-Bom dia amor.
Levantei-me da cama e fui-me vestir, vesti umas roupas do Louis pois era as únicas peças que me serviam. Desci para tomar o pequeno-almoço, cheirava bem, quem estaria na cozinha?
-Bom dia – Disse-me o Louis – Tenho Panquecas com compota e leite, a única coisa que me sai bem, queres?
-Olá, cheira bem, deve ser bom sinal, obrigado por me emprestares as tuas roupas.
-Ficam-te bem, serve-te á vontade. – Riu-se o Louis para mim.
Vê-lo a sorrir nas fotos, e ao vivo é completamente diferente, não existe palavras para descrever o sorriso dele, e a forma como sorria com os olhos. Fiquei a olhar para ele, nem sei o que me deu, ele parou a olhar para mim, um momento esquisito.
-Não estão boas? – Perguntou-me ele
-Acordei para a realidade – estão ótimas!

[Liam]
Desci, o Harry e o Zayn ainda estavam a dormir, e o Niall devia ter ido a algum sítio comer, como sempre.
Reparei que a Danielle estava a rir-se com o Louis na cozinha, olhei para ela e vi-a com as roupas dele vestido, fiquei um pouco furioso mas não disse o que estava a sentir.
-Olá pessoal, estas com as roupas do Louis? – Perguntei-lhe como se não tivesse reparado á primeira.
-Sim, não ia vestir as roupas de ontem, e também não tinha roupas minhas aqui, e o Lou emprestou-me.
Fiquei calado, sentei-me e comi.
-Louis nem é de ti, acertaste desta vez.
-Esmerei-me temos uma convidada nova, era isto ou leite simplesmente.
-O Niall já saiu? – Perguntei-lhes.
-Sim saiu á pouco mesmo, ia comer a algum lado, não sei, ele deve voltar cedo. – Respondeu-me o Lou.
-Bem tenho que sair, só volto amanhã, digam depois ao resto dos rapazes, ainda tenho que ir a minha casa.
-Onde vais? – Perguntou-me a Danielle preocupada
-Vou a um sitio, não te preocupes – Enquanto dizia estas palavras dei-lhe um beijo na testa.
Acabei por abraçar o Louis. Sai dali, fui a minha casa buscar o que precisava para fazer uma viagem de uma noite, por fim passei por casa da Joana para a ir buscar.
Ela entrou no meu carro.
-Estás pronta? Para ir viver para Portugal? – Perguntei-lhe – A Danielle sabe que vais?
-Acho que sim, sabe, não sabe é que vou hoje. É melhor assim, não gosto de despedidas.


[Joana]
Chegamos ao Aeroporto, á porta tinha alguns paparazzi, fiquei com receio de dizerem que eu namorava com o Liam, que ia dizer a Danielle? Não me importei ela já ia ficar chateada comigo e ia.
-Está aqui o teu bilhete – Disse o Liam – Despede-te de Londres Jukes.
Ri-me para ele, de momento recebi um SMS do Zayn dizia o seguinte:
“Desculpa não responder ontem, claro que vamos manter o contacto, beijos Jukes, és uma boa amiga”
-Boa amiga, pois – Falei em voz alta – Adeus passado. Vamos Liam?

[Louis]
-Sabes onde ele foi? – Perguntou-me a Danielle após o Liam ter saído.
-Nem imagino, vou ao twitter ver como as coisas vão, tens twitter?
-Não sou assim tão famosa, mas tenho. E já te twittei algumas vezes sabias?
-Claro que sei.
Peguei na minha Apple, apareceu uma notícia sobre nós que dizia o seguinte.
“Notícias de Ultima hora – Garotos do 1D saem com uma das dançarinas do x factor”
-Já somos notícia – disse-lhe – olha.
-Meu Deus, isto é bom ou é mau Lou?
-É bom, de certa forma, não te preocupes.
Estivemos até ao meio-dia sentados no sofá, á espera que alguém nos interrompe-se, nesse curto espaço de tempo, apercebi-me que ela era a minha cara-metade, ria-se das minhas piadas, a maneira de ela ser, a maneira como olhava para mim.
-Estás corado, estás bem, estás com febre Lou?
- Deve estar calor aqui, não sei – Respondi-lhe.
Danielle pôs a mão dela na minha testa, nesse momento corei mais, e reparei que ela estava com um olhar e um sorriso bobo.
-Febre não tens, mas tens uns olhos lindos.
Ficamos durante alguns segundos a olhar nos olhos um do outro.
-Tens namorada? –Perguntou-me
-Acabei á pouco tempo com ela, chama-se Hannah.
-Desculpa perguntar.
-Não faz mal, se não fosses tu hoje, seriam entrevistadores amanhã.

[Danielle]
Senti-me estupida por na aquele momento, lhe ter feito uma pergunta daquelas. Passado algum tempo o Harry desceu, estava quase sonâmbulo
- Boa dia, ou boa tarde? – Perguntou-nos o Harry
-Bom dia, ainda, o Zayn?
-Ficou parado no espelho a elogiar-se.
Eu ri-me, pensei que estavam a brincar ou a gozar.
-Asserio?- Perguntei
-Sim, ele vesse mais de 60 vezes ao dia, ele esta sempre a ver-se ao espelho, ele ama-se. – Comentou o Louis
-Olá, tenho frango, quem esta com fome? Espero que ninguém. – Disse o Niall com uma saca na mão.
-Eu estou - disse o Zayn descendo as escadas.
-Vamos comer estou com muita fome. – Disse o Niall
-O Liam? – Perguntou o Harry com a voz rouca
-Saiu de manhã, não disse para onde ia, deve estar numa crise. – Respondeu o Louis a olhar para mim.
Fiquei a pensar para onde o Liam tivesse ido, liguei á joana, mas ela não atendeu, fiquei preocupada.
-Que se passa Danielle? – Perguntou-me o Niall
-O Liam foi para Portugal com a Joana, uma colega minha.
-Como sabes? Ela disse-te? – Perguntava impaciente o Harry
-Não sei, nem ela disse-me mas é o mais óbvio…Acho
Eles num gesto carinhoso abraçaram-me, mal me conheciam, mas parecia que já fazia parte da família. Aceitei o abraço, por fim sorri.
Com isto tudo Niall acabou dizendo: Vamos comer ou não? Estou com fome sabem.




5ºCapitulo
Estranhos a conhecidos, de amigos a melhores amigos, de isto tudo a irmãos.


[Liam]
Cheguei a Portugal, no avião tinha-me disfarçado, para o mínimo de pessoas não me conhecerem.
Eu e a Joana saímos do aeroporto, estava tudo tão calmo.
-Amo Portugal, só por o facto de ser tão calmo – Disse a rir-me
-Pois – respondeu-me a Joana com uma cara séria. – Bem vou me fazer á vida adeus.
-Já? Já vais, assim tão rápido?
-Tem de ser, e não conhecemo-nos assim tanto por isso chau.
Não respondi, nunca tinha visto aquela faceta da Joana, fiquei parado a vê-la afastar-se de mim em paços longos. Não me importei, foquei-me no meu ponto. Precisava de procurar uma certa pessoa, e por o que tinha pesquisado ela morava ali perto.
Sabia que ela morava em Perafita, Ribeiras de resto não sabia mais nada. Fiz me ao caminho, Fui num táxi até ás ribeiras, pedi ao condutor para me deixar ali, com uma mochila ás costas, andei por um passeio, era tudo tão diferente de Inglaterra, senti-me por momentos perdido, passaram várias pessoas por mim, por fim passou uma rapariga loira com uma rapaz, ela parou a olhar para mim, tomei coragem e perguntei-lhe.
-Olá, desculpa incomoda-la mas conhece uma Jessica Martins? Ela é daqui?
-Meus Deus, tu és o Liam – a rapariga começou a gritar, e o rapaz ao lado dela ficou assustado tal como eu a olhar para ela – É és és mesmo tu? O Li Liam dos One Di Direction? – Shhiu , sim sou não grites por favor, conheces a Jessica? – Insisti
- Eu sou Jessica, sabes o meu nome como? Estas com o Harry? Ou com outro?
-Não, por favor acalma-te, preciso de falar contigo, se não te importares claro.
-Não, fala.
-Olá também – disse o rapaz que estava ao lado da Jessica.
-Preciso que venhas comigo para Inglaterra Jessica.
-Não posso, porque queres que vá?
-A tua melhor amiga, vais vê-la.
-E eu? Eu não quero que a minha loirita vá. – Comentou o rapaz, ao qual ainda não sabia o nome.
-Podes vir, só quero que a Jessica esteja com a sua melhor amiga.
-E a minha melhor amiga conhece-te? E ao resto da banda?
-Sim, ainda hoje dormiu na casa do Louis e do Harry Styles
-Hum … Um momento, deixa-me falar com o João.
Ela afastou-se de mim, e puxou o João para a beira dela. Não percebi o que diziam, mas nem dei a mínima.

[Jessica]
Tantas coisas passavam pela minha cabeça, como é que a minha melhor amiga se dava com a nossa banda preferida, e não me dizia nada? Será que seria seguro ir com o Liam dos One Direction? Não sabia o que fazer.
-João quero tanto ir – sussurrei ao João.
-Jessica não podemos ir, estou na faculdade não quero ir a um sítio perder o meu semestre só porque queres ir.
-Gostava de ver a minha melhor amiga, á dois anos que não estou com ela, por favor – implorei ao João – É só uns dias.
-Não posso, e não me vais deixar pois não?
Fiquei calada, ou era um sonho para realizar, ou era a realidade já concedida.
Voltei para o Liam e disse-lhe com uma pequena lagrima no canto do olho:
-Quando é para ir?
-Amanhã, já tenho o teu bilhete de avião, é só fazeres as malas
-Ok – respondi – onde passas a noite?
-Num hotel em princípio – respondeu-me com um sorriso.
Devolvi-lhe o sorriso, pensei no João, e só sabia pensar nele.
-João desculpa-me, mas eu preciso de ir, eu volto mais dia, menos dia, enquanto isso falamos por skype e fazemos chamada vídeo como aquela fez que foste para frança.
-Sim, amo-te nunca te esqueças.
Derreti-me nesse momento – Também eu a ti, amanhã vais ao aeroporto levar-me?
-Não posso, tenho praxe, acho que isto é o adeus – nestas palavras ele beijou-me a testa, nada mais, fiquei triste, comecei a chorar por dentro, como se ele me tivesse magoado fisicamente.
-Então Adeus – virei-me, e tentei seguir o meu caminho, fui puxada para trás, pensei que fosse o João, mas enganei-me, ele já ia quase ao fundo da rua com as mãos nos bolsos.
-Liam és tu, que queres?
-Porque choras? – Perguntou-me
-Saudade, e ele ainda vai a metros de mim. – Calei-me por momentos – Amanhã que horas?
- 6 Horas um táxi vem te buscar a este sítio esta bem?
-Ok até amanhã.

[Danielle]
Estava preocupada com o Liam, onde ele estaria? Com quem estaria? Não sabia de nada. Em pouco tempo ele se tornou mais indispensável para mim do que era, foi tão rápido, como se a minha vida fosse um conto de fadas e eu me apaixonei por o príncipe encantando e ele por mim, e fim, mais nada.
Estava sentada na borda da piscina a pensar em tudo isto quando ouço uma voz:
-Estás com um ar pensativo, mais do que o habitual.
-Lou és tu, nem te ouvi chegar – disse-lhe.
Ele sentou-se á minha beira, e comentou: É por causa do Liam?
-Sim, é.
-Não fiques assim, ele amanhã já está cá.
Estava uma noite quente o que não era habitual, o Zayn, o Harry e o Niall estavam lá dentro a jogar e a comer, e eu estava ali sentada na piscina apreciar as estrelas com o Louis
-Sabes o que me apetecia? – Perguntei ao Louis
-Saberia, se me dissesses.
-Queres ir dar um mergulho? Amo nadar. – Perguntei novamente.
Ele levantou-se e tirou a camisola quando, senti-me incomodada por saber que tinha de tirar a minha também.
Entrei na piscina, vi o Louis de bóxeres, corei um pouco, nem sei porquê. Ele acabou por entrar a seguir de mim.
-Tiveste mesmo uma boa ideia, estas ideias são raras.
-Vindas de mim principalmente são.
Paramos a olhar para as estrelas, nesse momento comentei:
-Passou tão rápido…
-O que? – Perguntou o Louis
-Mal cheguei a Inglaterra, torno-me bailarina, e de seguida conheço-vos, ainda me lembro quando eu e a minha melhor amiga, vos víamos no x factor, eramos fãs incondicionais, fazíamos de conta que namorávamos convosco e tudo – ri-me – ela era o Harry e o Zayn, eu era o Liam e tu, e eu também fazia de conta que o Niall era o meu melhor amigo.
Ele riu-se, baixinho, olhou para mim e perguntou-me: Asserio?
-Sim, parece esquisito, mas era assim que eramos felizes, e também não eramos as únicas, a maior parte das vossas fãs aposto que fazem isto. Estou-te a contar, mas não contes a mais ninguém era eu e o mundo irreal.
-Prometo, mas é engraçado acredita. Eu tinha uma namorada e nem sabia.
Ri-me e olhei para ele, será que estaria a sonhar como fazia quando era mais nova?
-Está a ficar frio, não achas? – Perguntei ao Louis.
Ele aproximou-se rapidamente de mim, e abraçou-me estávamos encostados á uma parede da piscina, sentia o batimento do seu coração junto a mim .
-Ainda tens frio? – Perguntou-me
Fiquei calada.
-Daqui a pouco temos de ir, se não, acho que ficamos aqui até aos 2 da manhã. – disse o Louis.
-Não me importava de ficar, estou contigo. – O que me estava dar? Eu gostava do Liam, mas ficava fora de mim quando estava com o Lou, ele era querido, lindo, e engraçado. Eram muitas coisas acontecerem muito depressa.
Ficamos ali, agarrados um ao outro por algum tempo. Quando de repente, o Niall, o Harry, e o Zayn também se junto a nós na piscina.
-Eu disse que ele estavam aqui – Falou o Niall – Vamos estragar a festa.
-Não estragam, andem. – Disse.
Eu tentei afastar-me do Louis, mas ele estava tão agarrado a mim, que não me consegui deslocar do sítio. Os rapazes entraram na água e começaram a fazer algumas palhaças, apercebi-me que estava mesmo feliz, e que nada poderia estragar aquele momento.
-Amanhã temos de acabar o nosso episódio com a Miranda, no Icarly – Comentou o Zayn
-E o Liam? – Perguntou o Harry – Dizemos que não podemos amanhã, para a semana.
-Eu falo com ela, não se preocupem – Disse o Niall rapidamente.
-Mas falas com ela, sobre o programa, mais nada Niall, não te atires á Miranda.
-Achas Louis? – Disse o Niall.
-Sim, tu não consegues encanta-la lembra-te
-Nem com o meu ar fofo e irlandês?
-A ela não, mas a nós sim – acabou por dizer o Zayn.
Eles deram um abraço de grupo, foi quando me soltei do Lou, e sai da piscina, estava cheia de frio.
-Rapazes vou para dentro estou com frio, e tenho de fazer umas chamadas.
Sentei-me no sofá a olhar para o telemóvel, acabei por adormecer.
Acordei cheia de dores, com uma manta por cima de mim. Levantei-me estava de roupa interior ainda, não tinha roupas, estava numa casa desconhecida, não sabia como agir.
A porta de entrada subitamente abriu, eram os rapazes, cobri-me com a manta para eles não me verem naquela figura, mesmo que já me tivessem visto na noite passada.
- Olá – disse envergonhadamente
- Já acordaste? Nós queríamos-te acordar mais cedo, mas achamos melhor não.
Sorri, eles vinham com umas sacas, nem imagino onde tivessem ido, mas também não perguntei.
-Toma esta saca é tua – disse o Harry entregando-me a saca.
-Minha?
-Sim compramos-te um conjunto, para voltares para casa.
Revirei os olhos e disse: Não era preciso, quer dizer até era, obrigado.
Subi as escadas, fui tomar banho, acabei depois por me vestir, eram lindas as roupas. Depois de isto tudo, desci com as minhas coisas, os rapazes estavam á minha espera, estavam estranhos, será que tinha acontecido algo?
-Em primeiro, estás linda, eu tenho mesmo jeito para escolher roupa – disse o Zayn
-Obrigado, são lindas. Que se passa?
-Temos de te contar uma coisa – disse o Harry
Por momentos assustei-me que se passava? Era algo com o Liam, só sabia pensar negativo até que tocaram á campainha

[Jessica]
Eu e o Liam Payne, chegamos a Inglaterra, londres, descrever o que sentia por estar ali era impossível. Fomos numa carrinha até ao local destinado, não sabia onde estava nem o que passava.
Saímos da carrinha e perguntei ao Liam:
-E agora Liam?
-Agora vais ver a tua melhor amiga – disse-me a sorrir – vamos entrar eu já falei com os rapazes para a prepararem.
-Ok – disse toda exaltada.
O Liam tocou á campainha, fiquei bastante nervosa além de poder estar com a minha melhor amiga, ia estar com os membros todos dos one direction, quando de repente deparo-me com o Niall Horan mesmo na minha frente, ele abriu cuidadosamente a porta, fez-me um olhar estranho, e disse ao Liam:
- É esta a nossa nova convidada?
-Sim é, podemos entrar?
-Sim Senhor Liam.
Entramos na casa dei apenas dois passos quando reparo no Harry Styles, não reagi, simplesmente desmaiei para os braços do Liam, pois estava atrás de mim.
Acordei estava no sofá, vi a minha melhor amiga á minha frente.
-Vais desmaiar outra vez, ou já estas melhor? – Disse a Danielle a sorrir
Abracei-a e disse
-Vou tentar não o fazer, por segurança apenas, á tanto tempo.
-Muito mesmo, vá como estás?
-Bem acho, e tu?
-Melhor era impossível.
Rimo-nos – então conheces os one direction? A nossa banda preferida.
-Diz que sim, quer dizer – disse-me a Danielle quase histérica.
-E não me dizias? Tu queres é os cinco só para ti invejosa.
-Nem pensei nisso, para a próxima penso.
Nesse momento entraram os rapazes, fiquei pálida, normalmente fico vermelha, não sabia explicar, o Zayn e o Liam sentaram-se ao nosso lado, o Liam do lado da Danielle claro, e o zayn depois Liam. De seguido o Niall o Louis e o Harry sentaram-se á nossa frente, o Harry sentou-se mesmo á minha frente, mesmo que tivéssemos uma pequena mesa a separar-nos, eu não parava de pensar o porque de ele estar logo ali em minha frente, devia ser para me por ainda pior, ou mais branca.
-Estás melhor? Foi um grande desmaio – perguntou o Louis
-Acho que sim. – Respondi
- Porque desmaiaste? Falta de Açúcar? - Perguntou o Liam desta vez.
-Emoção acho.
-Eu tenho esse efeito – disse o Louis na brincadeira.
Eles continuavam a fazer-me perguntas, todos menos o Harry, ele continuava calado a seguir e a rir-se do que os outros comentavam ou perguntavam, eu limitava-me a responder e a olhar para os olhos do dele, a forma como brilhavam era lindo, e a maneira como os cachos lhe preenchiam os cantos do rosto era único.
-Jessica estas a ficar bastante vermelha sabes? – Disse-me a Danielle a sussurrar-me.
Nesse momento mexi na repa, quando olhava para o Harry ficava ainda mais vermelha, e a mexer no cabelo. Para mim tudo era diferente, acho que estava a começar a gostar do Harry mais do que devia.



6º Capítulo 

Começamos a ter a definição de amor, quando encontramos alguém que lhe deia essa definição. 

[Harry]
A jessica não parava nem um pouco de olhar para mim, por isso não lhe perguntei nada, pois sei que ela desmaiou mal me viu, senti-me culpado. Estava calado, não era muito de mim, mas não me apetecia falar. Senti a Jessica a ficar envergonhada sempre que olhava para ela, ela era muito bonita, mas tinha acabado de sair de uma relação, e não me sentia seguro para começar outra a seguir, e também não queria criar ilusões para a Jessica, por isso levantei-me e disse:
-Estou cansado vou para cima, dormir.
Reparei na Danielle a olhar para o telemóvel, de seguida ela disse:
-Já são estas horas, temos de ir.
-Não ficas mais esta noite? – Perguntou o Louis.
-Não, já vos dei trabalho demais, obrigado por tudo, eu um dia venho outra vez passar ferias.
-Mais vale mudares-te, eu gosto da tua companhia ás horas das refeições, és uma rapariga que não tem medo de comer e eu gosto disso – disse o Niall
Ela ficou com uma cara esquisita mas acabou por dizer
-Ok. Um dia eu mudo-me para cá, asserio rapazes, tenho que ir. Vamos loira?
A Jessica olhou para mim, e depois para a Danielle.
-Sim vamos.
Fomos todos nos despedir delas, no momento de me despedir da Jessica, fui ter com ela e perguntei-lhe baixinho:
-Não vais desmaiar outra vez pois não?
Terminei esta frase ao mesmo tempo que terminei de lhe dar dois beijos nas faces rosadas dela, por fim ela respondeu:
-Já me controlei, não te preocupes
Eu sorri, e ela sorriu também, a Danielle veio e perguntou:
-Vamos jessica? O Liam leva-nos.
-Pois só podia ser – Comentei
-Existe problemas senhor Harry?
-Não dona Danielle.
-Dona? Vais longe Harry, sou ainda muito nova para dona
-Vamos? – Interrompeu o Liam.
-Sim vamos. – Responderam.

[Danielle]
Estávamos no carro o Liam ia a conduzir, eu ia ao lado dele, e a Jessica atrás claro.
-O Harry é um querido não é jessica? – Perguntei-lhe
-É – disse-me friamente
-Temos de ir mesmo para casa meninas? – Perguntou o Liam.
-Eu acho que não, que achas rapariga?
-Escolham – disse a Jessica.
-Então vamos a um sítio- terminou por dizer o Liam.
Estávamo-nos a dirigir para a praia, será que íamos dar uma volta? Será que o Liam se lembrava que a Jessica estava connosco? Limitei-me a estar calada e ver o que acontecia.
O Liam parou, estávamos numa praia deserta, o som das ondas, era relaxante, desconhecia aquela praia, mas por momentos lembrei-me que foi ali que o Liam me beijou pela primeira vez, sorri. Saímos do carro, o Liam veio logo ter comigo e deu-me a mão, ele percebeu que eu sabia onde estávamos, só por o sorriso na minha cara. A jessica ficou a olhar para nós, com uma cara esquisita.
-Que se passa? – Perguntei
-Porque vocês não namoram, nota-se logo que estão apaixonados.
Olhei para a Jessica com uma cara de porque que disseste isso, o Liam riu-se e disse olhando para mim.
-No momento exato isso irá acontecer.
Olhei-lhe nos olhos, e depois sorri. Estivemos longos minutos a caminhar sobre a praia a conversar, o Liam não largava a minha mão, sentia-me segura com ele. A Jessica estava calada sentia que algo se passava com ela, olhei para o Liam e ele para mim, fiz-lhe um gesto para olhar para trás, onde se situava a Jessica e ele percebeu.
-É melhor, irmos para casa, já se torna tarde, e ainda têm muito de conversar.
-Sim vamos, nós ainda queremos fazer uma festa de pijama.
-Já agora amanha á noite mudem para a MTV, vamos aparecer numa entrevista.
-Amanha vão fazer a entrevista?
-Sim, em direto.
Entramos no carro, o Liam levou-nos até casa. Quando chegamos a casa ele ajudou a transportar as malas da jessica. Por fim entramos, quando eu ia a entrar ele puxou-me e beijou-me, a Loira ficou a olhar para nós, foi um longo beijo o qual não me importei de continuar, paramos e então eu disse-lhe:
-Até amanhã, tem cuidado á noite as coisas são mais perigosas.
-Adeus meninas, não te preocupes amo-te.
Ele virou costas, e seguiu direção ao carro. Nós as duas entramos em casa ajudei a Jessica a colocar as coisas no quarto da Joana já que estava de vago, ela ficaria lá.
O dia passou rápido, estive a falar da minha vida em Inglaterra, e ela falou-me da dela em Portugal, que ainda namorava com o João, e outras coisas, senti que ela estava preocupada com alguma coisa, por isso decidi perguntar-lhe.
-Que se passa?
-Nada – respondeu-me
-É sempre alguma coisa – virei-me para ela – é o João?
-Um pouco, as saudades dele, ainda não falei com ele, e também o … Harry.
-Só ainda passou um dia, manda-lhe um SMS, ou algo.
-Ele vai pensar que sou chata, manda-lhe tu.
-Não comeces manda tu, e o Harry? Conta.
-Não sei, acreditas em amor á primeira vista?
-Gosto do Liam não gosto? Sim acredito, meu deus gostas do Harry?
-Chiu, não sei bem, sabes que eles eram aquelas coisas.
-Sei sim, bem vamos ver MTV, eles vão aparecer.
Liguei a televisão, ainda estivemos á espera algum tempo, para chegar a entrevista deles, enquanto isso fomos comer pipocas, quando começou a jessica suspirou e perguntou-me:
-Ai, ele é tão lindo, e ao vivo ainda é melhor, aqueles caracóis, achas que ele gostou de mim?
-Mal o viste desmaiaste, o que achas loira? Tens de o conquistar.
-E o João?
-Tens de escolher o que te faz feliz, já lhe mandaste SMS?
-Não, já te disse que ele vai achar que sou chata.
-Dá-me o teu telemóvel.
Comecei a escrever um SMS para o João
“Olá amor tenho muitas saudades tuas, isto em londres está a ser ótimo conheci os meus ídolos e já estou com a minha melhor amiga, não me importava que estivesses aqui, assim era melhor, manda-me noticias tuas, amo-te.”
-Jessica, já está, acabaste de mandar um SMS ao João.
-Asserio?
-Sim, olha, acabaste de receber um.
-Lê, por favor, deve ser dele.
Comecei a ler o SMS.
-Olá, nunca mais me mandavas um SMS, estava ficar preocupado, comigo está tudo bem, também tenho saudades tuas princesa, amo-te. Volta rápido.”
-Ai ele é tão lindo, amo-o tanto.
-Eu também me amo, cala-te a entrevista vai começar.
-É em direto? – Perguntou a Jessica.
-Não sei, parece que sim, vamos ver.
Eles falaram bastantes coisas, até que chegou uma parte que me interessou mais
“Entrevistador – Então conheceram alguém novo? Uma rapariga nova algo do género?
Liam: Posso falar por mim, conheci uma rapariga fantástica que me arrependo de não a ter conhecido antes, ela é incrível, são poucas as palavras para a descrever.
Niall: Eu não.
Zayn: Havia um rapariga, eu amo-a mas parece que ela, só me quer como amigo.
Entrevistador: E tu Louis?
Louis: Eu conheci também uma rapariga, ele tem quase a mesma personalidade que eu, é engraçada, e bem disposta, sempre a rir-se, mas..
Entrevistador: Uh, mas Louis…Conte-nos
Louis: Mas nunca irá resultar pois ela já achou alguém.
Zayn: Nós não sabíamos de nada.
Entrevistador : e tu Harry?
Harry: Eu também conheci, e até podia resultar se a rapariga não desmaiasse ou ficasse vermelha, sempre que me vê. Não sei com o tempo.
Entrevistador: Temos amor no amor.

-Ouviste bem o que eles disseram? – Disse a Jessica – o Harry estava a falar de mim certo?
-Sim o Louis gosta de mim.
-Não. O que? O Louis? Não o Harry gosta de mim, ok isto é esquisito.
-O Zayn sempre gostava da Joana, ela precisa de saber.
-Eu nunca vou ter nada com ele – começou a Jessica a chorar.
-Vamos lhe ligar.
-Eu amo-o tanto, ele disse com o tempo e com o tempo nada se faz, ele não quer nada comigo – Disse a Jessica mais uma vez aos soluços a chorar
-O Liam, também foi muito querido em falar em mim, eu amo-o tanto Loira.
-Porquê que não namoramos e temos filhos melhor amiga?
-Porque estás a chorar?
-Porque amo o Harry.
-Oh melhor – Abracei a Jessica nesse momento, não sabia o que fazer naquele momento, mas também não a queria ver assim – Tu Ouviste-o certo? Ele disse que com o tempo vocês até podiam acabar, por isso não fiques envergonhada á beira dele, sê tu.
-Esta bem, eu tento, sabes? Agora podias ligar ao Liam, dizeres como ele é um fofo, e que queres estar com ele.
-Jessica não vou fazer isso, mando-lhe SMS, e amanhã ok?
-Ok, dorme então.





 7ºCapitulo
Era apenas um jogo.
[Liam]
Saímos da entrevista, fomos para o nosso camarim, e então perguntei ao Louis:
-Que rapariga é essa, tens segredos connosco?
-Não, apenas não queria ficar sozinho neste assunto.
-Ei, obrigado. – Disse o Niall.
-Desculpa – disse o Louis – apenas, tu sabes.
Rimo-nos todos, não parava de pensar na Danielle, e como lhe tinha de ligar, para lhe perguntar se ela tinha visto a entrevista. Queria-lhe ligar, mas já era tarde.
Voltamos para casa, fomos para a casa do Louis e do Harry, fizemos uma festa até tarde com algumas bebidas, eu não bebi nada, pois não posso, enquanto via todos ali a beberem e de certa forma a divertirem-se sem mim, fui mais dormir para ver se o tempo passava depressa, para poder estar com a minha Danielle.
Acordei várias vezes durante a noite, o barulho era horrível, e comecei a ficar chateado, não falei nada, mas ia acordar de manhã maldisposto.
No dia seguinte acordei, com uma dor de cabeça miudinha. Fui tomar um banho para ver se aquela dor passava. Sai do banho estava ainda de toalha quando recebo uma chamada, atendi era a Danielle:
-Bom dia Liam.
-Olá Danielle, tudo bem?
-Sim, acordei-te?
-Não, acabei á pouco de acordar, ia-te ligar após toma-se banho, viste a entrevista?
-Sim, vi, e és um fofo… Amo-te.
-Também te amo, podemos estar juntos hoje?
-Sim, mas a Jessica?
-Passa por casa do Harry, trás algumas roupas para passares uns dias, tu e a Jessica claro.
-Não quero ser transtorno Liam.
-Não és Danielle, vem tu e a Jessica, ainda por mais nós temos alguns dias de férias e eu sei que tu também.
-Esta bem, até logo.
-Beijos.
Ela acabou por desligar e eu por me vestir, desci, o Louis e o Harry encontravam-se na sala, na palhaçada.
-Olá malta, a Danielle e Jessica vêm aqui ok?
- A Danielle? – Perguntou o Louis.
-Sim, a minha namorada.
-Já namoram? – Desta vez perguntou o Harry – felicidades.
-Não, mas é quase – Respondi.

[Jessica]
A Danielle contou-me que íamos passar uns dias a casa deles, eu fiquei empolgadíssima.
-Jessica mas não faças nada que…
Interrompi - …não te preocupes, eu controlo-me, tento não falar bobagens, nem te envergonhar.
Rimo-nos, preparamos as bagagens e saímos de casa. A Danielle chamou um táxi, pois ela ainda não tinha a carta, nem idade.
Chegamos á casa mais espantosa de sempre, a Danielle tocou á campainha, eu limitava-me a ficar calada em casa de estranhos.
-Olá meninas – disse o Louis – entrem, estava á vossa espera.
O Louis era um querido e muito simpático sempre alegre. Nos sorrimos, e por fim entramos. Eu fui a ultima a entrar, o Harry situava-se ali mesmo no centro da Sala a olhar para mim, engoli em seco, não sabia como agir, mas prometi a mim mesma que me comportava decentemente, e que não tentava desmaiar
-Esta noite vai ser fantástica, tenho tudo planeado, se concordarem claro – disse o Harry entusiasmado
-Estamos abertas a sugestões – respondeu a Dannie Ironicamente – Certo loira?
-É – disse timidamente, a Danielle olhou para mim, e revirou os olhos, e eu encolhi os ombros.
-Queres que chame o Liam. Danielle? – Perguntou o Louis
-Sim, obrigado – sorriu a Dannie para o Louis.

[Liam]
Ouvi o Louis a chamar por mim, aos gritos, fiquei um pouco assustado e desci as escadas a correr de seguida perguntei:
-Que se pas.…sa? Danielle – olhei para ela, e abracei-a – Podias ter dito que estavas a chegar, vieste rápido.
-Tudo para te ver – sussurrou-me ela ao ouvido.
Sorri-lhe e ela devolveu-me o sorriso.
Passaram várias horas até escurecer o dia, depois de jantarmos reunimo-nos na sala, onde estava dois grandes sofás e um plasma enorme, estava tudo escuro apenas com uns candeeiros a iluminar o sítio onde nos encontrávamos. Estávamos os 6 na sala, sim 6, pois faltava o Niall com as batatas fritas, quando chegou á sala disse:
-Bem, vamos começar com a verdade ou a consequência? Depois um filme de terror e de seguida logo se vê. Já tenho aqui as batatas.
-Sim, quem começa? – Perguntei
-Os mais velhos, claro. – Falou o Zayn
-Sou eu – disse o Louis todo feliz – bem, Jessica começamos, verdade ou a outra?
-Verdade- sorriu.
-Tu desmaiaste por causa do Haroldo, gostas dele de verdade?
Notou-se na expressão da Jessica que algo se passava – Eu namoro, não gosto do Harry.
O Harry baixou a cabeça – És tu agora, Jessica – O Lou acabou por falar.
Ficamos um pouco sem falar, durante uns segundos que mais parecia uma eternidade.
-Zayn , Verdade ou Consequência? – Perguntou a Jessica
-Verdade.
-Soube que tu e a Joana tinham uma ligação, gostavam um do outro?
-Sim, gostava. Ela não sei mas eu sim.
-Muito bom – falou o Liam.
-Louis consequência ou verdade?
-Consequência claro.
-Deixa-me pensar – o Zayn ficou pensativo a olhar para o teto, e a Danielle só se ria, por isso ele olhou para ela, e disse:
-Lou, tu ires ao sótão, onde estão as aranhas e isso, e ficares lá meia hora. Enquanto continuamos o jogo. Mas …
-Ei asserio? – Ele perguntou a rir-se
-Deixa-me acabar, mas com a Danielle, meia hora sozinhos trancados á chave no sótão enquanto nós continuamos o jogo.
-Pelo o menos, tenho boa companhia.
Fiquei com ciúmes bastantes ciúmes, sei que o Louis não iria fazer nada com a Danielle, não me iria trair mas fiquei com ciúmes.
-Alguém tem que os ir trancar no sótão, vai o Niall.




8ºCapítulo
A vida é uma montanha russa.

[Louis]
Estávamos a subir as escadas, chegamos ao sótão, nós lá quase nunca entravamos, ou nunca entramos, a porta era pequena tínhamos de nos abaixar para entrar, a Danielle não queria entrar, e olhou para mim em sinal negativo a dizer que não entrava.
-Anda Danielle, só deve ter umas aranhas, não te preocupes – disse-lhe.
-Tem aranhas Lou, por favor, eu tenho pavor – disse-me ela a suplicar.
Dei-lhe a mão – Estás comigo, nada te acontecerá, prometo – disse-lhe por fim.
-Prometes?
-Sim prometo.
-Vão entrar? – Perguntou o Niall
-Vamos sim, anda Louis.
Entramos, e eu ouvi o Niall a trancar a porta á chaves, estava bastante escuro, tinha umas lanternas, numa mesa velha, sim a porta era pequena mas o espaço era bem grande.
-Bem nunca tinha vindo aqui
-Asserio?
-Sim Danielle.
-Trata-me por Dannie, se quiseres.
-Esta bem Dannie.
Ela riu, ficamos ali frente a frente, ela tentava desviar o olhar para outros sítios, mas sabia que os meus olhos eram o ponto que ela se focava mais.
Sentamo-nos num sofá velho, nem sabia que aquilo existia ali. Ela acabou por encostar a cabeça dela, no meu ombro.
-Meia hora? Perguntou a Danielle
-Sim, meia hora, é muito?
-Acho que não, passa num instante.
-Pois- Respondi – Gostas de verdade do Liam Danielle?
Só passado uns minutos, ela respondeu-me – Sim, gosto. Mas fico triste por termos esta relação, e por vezes fazermos de conta que somos desconhecidos, magoa mesmo não parecendo. E aquela rapariga da entrevista?
-Ele não sabe o que perde – fiquei por momentos a pensar o que dizer – É complicado.
-Como assim?
-Não sei.
-Porque não lhe contas?
-Eu demonstro-lhe, mas ela parece que não percebe, diz outras coisas se me entendes.
-O que ela diz?
-Porque não lhe contas, e essas coisas.
A Danielle tirou a cabeça do meu ombro, e olhou para mim, sentia nossos lábios a centímetros de distância, ela olhou-me nos olhos, e disse a rir-se:
-Asserio? É horrível, ela não sabe o que perde, conta-me mais.
-Ela gosta de outro rapaz, que por vezes lhe demonstra o que sente por ela, ele não sabe o que perde, e eu fico aqui limitado a vê-la andar pela casa com as minhas roupas – nesse momento ela baixou o olhar e subiu-o novamente.
-Demonstra-lhe o que sentes por ela, porque não o fazes?
-Tens razão sabes.
Ficamos segundos a olhar um para o outro, cada vez nos aproximando mais, eu sentia que a tinha de beijar, mesmo que traísse o meu colega Liam, mas tinha-o de fazer. Por fim os nossos lábios tocaram-se, foi intenso e perfeito, ela pousava as pernas por cima das minhas, e com a mão acariciava a minha face, e o meu cabelo, eu limitava-me com uma mão a tocar-lhe na perna e a outra na cintura.
Foi um beijo bastante demorado, deu para perceber que tínhamos um desejo de nos beijarmos.  Ela parou, olhou timidamente para mim, eu ri-me e disse:
-Desculpa Danielle, não era minha intenção.
-Desculpa eu Louis, eu gosto do Liam, não te vou mentir, mas quando estou contigo esqueço-me de tudo, fico sem controle, não sou a mesma pessoa.
Nos aproximamos outra vez, e o beijo aconteceu outra vez, estivemos assim ainda bastante tempo.

[Harry]
-Já não deve ter passado meia hora? – Perguntei
-Deixa-os lá, assim são torturados – falou o Niall
-Pois – Disse o Liam.
-Liam és tu – Disse o Zayn
-Ok, Harry? Verdade ou Consequência.
-Consequência, sem sótão.
-Esta bem, dar um beijo á Jessica.
-Beijo a mim? Não.
-Ok, Jessica vamos lá. – Falei
-Não, não quero, eu namoro.
-Que tem? É só um beijo, ele nem sabe, vá Jessica, sem coisas – Comentou o Liam
-Tipo beijo técnico, eu beijo bem asserio.
-Não Harry, asserio. Vou-me sentir violada se o fizeres.
-Ok, de qualquer forma, já que insistes.
Levantei-me do sofá, e fui ter com a jessica, que se situava no outro sofá – Que estas a fazer – perguntou-me ela atrapalhada. Puxei por a mão, ela correspondeu. Tentei-a beijar mas ela não deixou, por isso peguei-a ao colo, deitei-a no chão, pois ela não parava de se mexer, ao mesmo tempo que a deito no chão e coloco-me encima dela, os rapazes só se riam, e eu ria-me, sentia a respiração forte da Jessica, quando ela acalmou beijei-a, lentamente, sei que era um beijo rápido, mas esta a ser tão bom que o queria lento e único.
-Meninos era um beijo, não comerem-se aqui no chão da sala, por favor, já deve bastar os dois lá encima a fazerem o mesmo – falou o Niall sem pensar
-Chega – disse o Liam – Vou la encima.
-Liam, falei sem querer, só devem estar a conversar desculpa.
Ao ouvir a conversa deles, parei de beijar a Jessica Sorri-lhe, e ela sorriu-me também. Levantei-me de cima dela, e ajudei a levantar-se.
-Tem calma Liam, a meia hora, já deve ter passado, eu mesmo vou lá.
Puxei a Jessica por a mão, e dei sinal ao Liam que ia lá encima, ele deu-me um sinal positivo com a cabeça.
Fomos para cima, mas não queria ir chamar o Louis, sabia que estaria bem com a Danielle. A Jessica ia á frente puxei-a para trás e encostei-a contra a parede, colocando as minhas mãos na cintura dela.
-Que estás a fazer Harry?
-Sei lá, divertir-me? – Disse ironicamente, ela riu-se e tentou escapar mas não deixei.
- Oh Harry, sabes tinhas razão á pouco, beijas mesmo bem.
-Eu disse-te – Peguei na Jessica ao colo, ela entrelaçava as pernas dela, na minha cinta, ai beijei-a sem parar, ela tocava nos meus cachos, eu amava isso, principalmente sendo uma rapariga a faze-lo. Andamos aos beijos pelo corredor, até que chegamos á portinha do sótão que ficava lá bem no fundo do corredor, sei que demoramos mais do que o devíamos a chegar lá mas não fazia mal. Paramos de nos beijar, quando chegamos lá, ela desceu do meu colo, e eu dei-lhe um beijo rápido.




9ºCapitulo
Amo-te, tenho saudades mas não o vou demonstrar.

[Danielle]
O Harry saiu do quarto, sentei-me na cama a pensar na vida, quando senti uma presença no quarto.
-Estás com um ar pensativo.
-Para variar certo Louis?
-Sim, pequena, para variar um pouco, em que pensas?
-No mesmo de sempre.
-Liam?
Suspirei, o Louis percebia-me como ninguém, parecia que me lia os pensamentos, como então pouco tempo eles se tornaram como irmãos para mim. Estava sempre a pensar e a repetir o mesmo, mas era a verdade.
-Sim, ele e outra coisa.
- O que aconteceu ontem?
Eu disse que o Louis me lia os pensamentos – Sim, Louis para que fique claro, eu gosto do Liam, ele é a minha alma gémea, mas quando estou contigo, sinto-me protegida, não sei explicar
Nesse momento, levantei-me da cama, fiquei á altura do Louis, pois eramos do mesmo tamanho, talvez ele seja mais alto do que eu, um pouco mas isso não importava.
Senti a respiração dele, perto de mim – porque fazes isto comigo? - Falei
-Isto o que?
-É como se me provocasses – ele colocou as mãos dele, á volta da minha cintura, eu continuei estática para não me descontrolar
-Não te culpo – ele deu-me um beijo na bochecha e saiu do quarto, sentei-me na cama. O Louis provoca-me e deixa-me com mais desejo de estar com ele.
Sai do quarto, acho que estava mais da hora, sair do quarto. Fui para a sala onde se encontravam todos, com pizzas em cima da mesa.
-Ei, porque não me chamaram? – Perguntei.
-Porque estás a ficar gorda melhor amiga, então decidimos não te chamar-Comentou a Jessica.
-E também ficamos com mais comida assim – disse o Niall
O Liam levantou-se, deu-me um beijo na testa, agarrou a minha mão e sussurrou-me ao ouvido – Não ligues, és perfeita – Eu sorri, e fui puxada, devagar por o Liam, para o sofá sentei-me á beira dele, á minha frente estava o Harry e rir-se e o Louis a olhar para mim, tentei evitar o olhar dele o mais que conseguisse, mas era difícil.
-O que vamos fazer hoje, estou farto de estar em casa? – Perguntou o Zayn
-Algo radical, preciso de emoção – disse o Harry.
-Montanha russa – falou o Louis.
-Não Lou, sabes como odeio isso. Fico em casa hoje.
-Ok, meninas já andaram de karting?
-Não, falo por mim – Disse a Loira
-E tu Danielle? – Perguntou o Louis.
-É.
-Bem, vamos aos kartings, meninas – falou o Niall todo feliz.
Lembrei-me de uma coisa, não sei porque isto agora, mas precisava de ligar á Joana, senti necessidade de saber como minha amiga.
-Venho já, vou ali, e volto daqui a pouco.
-Onde vais? – Perguntou o Liam.
-Não fujo.
Peguei no meu telemóvel, e telefonei-lhe com esperança que ela atendesse, demora até isso acontecer, mas aconteceu – Sim quem fala?
-Oi, troquei de número.
-Ah, quem fala?
-Joana, sou eu, é assim tão difícil? Danielle.
-É não sou bruxa, olá
-Quase.
Ficamos um momento caladas, até que resolvi dizer algo.
-Tenho saudades Jukes.
-Yah, também eu.
-És tão estupida, porque não disseste que ias naquele dia?
-Sabes que não gosto de despedidas.
-Nem de mim, como está as coisas por ai?
-Bem, estou com a catia a trabalhar num café, a cantar com ela.
-Diz-lhe olá por mim, se ela ainda se lembrar de mim.
-Ok, e por ai?
-Se estivesses aqui sabias.
-Pois.
-Vou desligar, vou ter com eles, sabes o rapaz de que gostas e tal chau.
-Mas…
Desliguei o telemóvel naquele momento, por vezes era mazinha mas sabia que a Joana estava bem, não precisava demais nada. Voltei para sala, bom eles já tinham comido tudo, eu nem na pizza tinha tocado. Não tinha grande fome, por isso não me importei. Estivemos a conversar ainda mais um pouco, até que décimos ir ao nosso lugar destinado.
Chegamos ao lugar pretendido, estava fascinada, havia carros pequenos, a andar em grande velocidade, estava ansiosa por experimentar uma coisa daquelas.
-Bem isto é 2 a dois, somos 7, o que melhor anda é o Liam, por isso fica sozinho – disse o Niall.
-Eu fico com o Zayn – falou rapidamente o Harry.
-Eu fico com a loira – comentei.
-Mas tu não sabes andar, Danielle – riu-se o Niall – eu fico com a loira, a Jessica e tu ficas com o Louis.
Eu quero-me afastar o do Louis, e tudo me faz ficar perto dele – ok, vamos lá? – Colocamos os capacetes, sentei-me num dos carros, o Louis sentou-se ao meu lado, ele ia conduzir.
-Ainda saímos vivos? – Perguntei
-Claro, que sim Danielle.

[Jessica]
Eu e o Niall, acabamos a prova em primeira, sentia-me feliz por isso. Saímos os dois do carro, e com isto tudo abraçamo-nos, um abraço amigável.
-Acabamos em primeiro Jessica – gritou o Niall abraçando-me.
-Pois foi Niall – disse rindo-me – Somos os melhores.
-Pois somos – acabamo-nos de abraçar, reparei que estavam uns paparazzi a nos fotografar, olhei para o Niall e fiz-lhe sinal, ele apercebeu-se e saiu dali comigo. Fomos em direção aos outros que estavam á nossa espera para ir embora.
-Eram paparazzi? – Perguntei.
-Sim eram, mas não te preocupes, eles perseguem-nos, querem sempre noticias novas.
-Pois, não estou habituada a isto.
O Harry interrompeu – É normal que não estejas Jessica.
-Não iram fazer filmes por me verem contigo Niall?
-Acho que não Jessica.
-Vamos pessoal? – Perguntou o Louis.
-Sim Boo Bear, vamos – Respondeu o Harry.
Fomos para o carro, no percurso o Liam deu a ideia de irmos jantar fora, pois estávamos sempre a comer pizza.
-Restaurante, vamos ao Nandos – implorou o Niall
-Ok, só porque as meninas ainda não foram lá, acho.
-Não ainda não fomos – respondeu a Danielle
 Chegamos ao Nandos, por o caminho vimos umas fãs a correr atrás do carro, fiquei um pouco assustada e senti-me sortuda, pois o sonho delas, era o sonho que eu estava a viver neste momento. Tinha-mos uma mesa marcada, as pessoas ficaram especadas a olhar para mim e para a Danielle. Acabamos de comer no restaurante e saímos dali num instante.
Chegamos a casa do Louis e do Harry, ficamos a ver um pouco de televisão. Fomos para os nossos quartos. Estava com sono, adormeci um pouco e nesse pouco sonhei com o João, acordei assustada pois nesse sonho tinha descoberto que ele me tinha traído. Precisava de falar com a Danielle por isso fui ao quarto dela e acordei-a:
- Dannie, acorda!
- Diz, o que queres? Já viste as horas?
Comecei a contar-lhe o meu sonho, e disse-lhe como estava assustada com o que tinha acontecido. Ela aconselhou-me a ligar-lhe e falar com ele. Com isto tudo, acabei por ligar.
- Estou João? É a Jessica.
-Olá Jessica, já viste as horas?
-Desculpa te ter acordado, mas estava a precisar de falar contigo, tenho saudades.
-Pois, eu também tenho saudades, quando voltas?
-Não sei, não te posso dizer nada sobre isso.
-Se gostasses de mim, estavas aqui neste momento, vou dormir chau.
-João, eu amo-te.
-Eu também te amo, amanhã ligo-te.
Ele desligou, uma lagrima escorreu pelo meu rosto, fiquei a pensar nas palavras dele, e se ainda gostava dele, eu não gostava mais dele, da mesma forma, havia outro rapaz na minha vida neste momento.
Não quis acordar a Danielle, outra vez, fui para a sala ainda a chorar, ver televisão ou ler algo.
-Jessica estás bem?
-Sim, estou Harry, que fazes aqui? – Perguntei a soluçar.
-Vi-te a vires para a sala, e decidi vir atrás de ti, que se passa?
O Harry sentou-se ao meu lado, baixei a cabeça para ele não ver as minhas lágrimas, mas ele puxou a minha cabeça por o queixo, comecei-me a rir e ele perguntou:
-Lagrimas com risos?
-Sim, tenho bastante cócegas.
-Não chores, tens um sorriso lindo demais, para o destruíres com lagrimas. Sorri, ficas mais linda.
-Oh Harry, obrigado por tudo.
-Só te fiz cocegas, mais nada.
Com estas palavras, demonstrei um sorriso, ele sorriu para mim também, ele tinha o sorriso mais perfeito de sempre, e as covinhas que ele fazia nas bochechas eram magníficas. Ele acabou-me por fazer mais cocegas, por fim adormecemos no sofá, eu agarrada a ele, com um sorriso no rosto. As minhas dúvidas por o João tinham passado, neste momento sabia que estava apaixonada por Harry, e não mais por ele.






10ºcapitulo
Amor foi quando te amei, um momento que já mais esquecerei.

[Louis]
Acordei, e fui para a sala, deparei-me com a Jessica e o Harry abraçados um ao outro, ainda a dormir, e pensei como seria se fosse eu e a Danielle. Fiquei um pouco triste por saber que a rapariga por quem eu sentia algo, não estava interessada em mim.
Decidi acordá-los, para estragar a felicidade do Harry.
- Vá pombinhos, toca a acordar.
- Não quero – Disse a Jessica, agressivamente.
- Também não quero, estou tão bem. – Dizendo isto o Hazza deu um beijo na testa da Jessica e continuaram os dois agarrados a dormir.
Como não tinha mais nada para fazer, decidi ir ao quarto da Danielle para ver se ela ainda estava a dormir.
Passei por o quarto do Liam, reparei que ele ainda estava dormir, perfeito, podia ir ter com a Danielle sem o Liam saber. Cheguei ao quarto, ela estava ainda a dormir num sono profundo, entrei, sentei-me ao lado dela, parecia que ela estava sonhar, pois por vezes sorria, ficava radiado. Passou algum tempo até alguns raios de sol invadirem o quarto e a acordarem – Louis, que fazes aqui? – Ela perguntou-me surpreendida.
-Passei por o teu quarto, e entrei, desculpa.
-Não faz mal, a casa é tua, que horas são Louis?
-Por volta das 8 horas.
-Queres ir dar uma volta comigo, quer dizer correr? Normalmente vou correr, agora deixei por causa do Liam, para estar com ele.
-Claro, á muito que não corro.
-É normal, sempre com raparigas atrás.
Sorri-lhe e sai do quarto, ir correr com a Danielle ia ser incrível.  Acabei por vestir o equipamento e fui ter com ela á porta da entrada.
- Estás pronto? – Perguntou-me a Danielle.
- Estou sempre, vamos?
Estávamos a correr a algum tempo, a um bom ritmo, por isso decidimos parar para beber água. Como era muito cedo eram poucas as fans que se encontravam na rua, sorte para mim.
- Há tanto tempo que não leio esta revista - disse-me a Danielle apontando para uma revista de fofocas – Deixa-me ver as novidades, enquanto bebes água.
Sorri-lhe, estava a beber água quando de repente a Dannie ficou assustada e disse-me histérica para olhar para aquela página da revista:
- Louis, olha isto, é o Niall e a Loira.
“ Membro dos One Direction com namorada secreta?”
Li o título e fiquei por momentos assustado, mas não disse nada, preferia continuar a ler.
“Niall Horan de 18 anos, foi apanhado ontem com uma rapariga loira, que ainda não se sabe o nome, aos beijos, suponhamos que seja sua namorada secreta. Porque nos esconde isto? Para proteger sua companheira?”
Reparei na foto e vi que era a Jessica a acabar de dar um beijo ao Niall.
- Louis, estás bem?
- Sim, apenas estou muito surpreendido. Sabias de algo?
- Não, eu pensava que ela gostava do Harry ou do João, não sei, vamos falar com eles.
Decidimos levar a revista para que caso eles não se acreditem em nós. Num abrir e fechar de olhos saímos dali e voltamos para minha casa.

[Jessica]
Acordei, estava nos braços de Harry e ele ainda continuava meio adormecido mas com os meus movimentos ele acabou por acordar:
- Bom dia, minha linda, estás melhor – falou-me Harry com a sua voz rouca.
- Oi Hazza, estou sim.
- Não me importava de passar o resto da minha vida aqui contigo, és linda sabias?
Não tive palavras para lhe dizer, apenas corei, senti as minhas bochechas a queimarem. Ele apercebeu-se e tocou com os seus perfeitos lábios nos meus. Acho que nesse momento corei mais mas não me importei, estar nos braços do Harry Styles era a melhor coisa que poderia ter desejado.
Desencaixámos um do outro com o ruído da porta a abrir, num pulo saímos do sofá e reparamos que era  Danielle e o Louis.
- Loira, é urgente! – a minha melhor amiga disse-me com um ar assustado. Fiquei preocupada e não hesitei em perguntar o porquê daquele entusiasmo.
- Que se passa Dannie?
- Vê isto – ao dizer-me isto atirou-me com uma revista que eu desconhecia, comecei a desfolhar quando deparo-me com uma foto minha e do Niall e a perguntarem se eu namorava com ele, fiquei em estado de choque. Apetecia-me desmaiar nesse momento, o Harry que também estava a ler a notícia afastou-se de mim com um pouco de receio, aí decidi falar.
- O que é isto?
- Isso, perguntamos-te nós – Disse o Louis
- Eu não sei – disse quase a gaguejar, e nestas palavras sentei-me no sofá mais próximo, e olhei para o Harry.
- Isto foi nos kartings, não foi? – Perguntou-me o Harry - vocês beijaram-se?
- Eu namoro Harry, já te disse, e não beijei o Niall, só se foi quando nos abraçámos, apenas, nada mais. Eu vi paparazzi a tirarem algumas fotos a mim e ao Niall mas não nos beijámos, acreditem em mim.
- Eu acredito – disse a minha melhor amiga.
- Parece que estão se a beijar Jessica – falou o Harry sem me olhar na cara. – Tens a certeza que não o beijaste? Parece mesmo um beijo Loira. Estou um pouco desiludido contigo...
- Harry palavras também magoam - De seguida ficamos em silêncio e nesse curto espaço senti um lágrima a descer pela minha cara, nunca pensei que o Harry, que ainda à pouco queria ficar comigo para sempre, me estava a proporcionar aquelas palavras, senti um grande vazio dentro de mim.
Em tão pouco tempo, comecei a gostar dele como nunca antes tivesse gostado de algum rapaz assim, sentia que ele era o tal, o único que me poderá fazer feliz.
Ouvi a porta a bater, não me preocupei em olhar para trás, sabia que era o Harry. Nisto fui para o quarto a correr e a chorar

[Danielle]
-Acho que fizemos mal em contar-lhe aqui não?
-Acho que não, isto passa-lhes num instante, o Harry por vezes é um pouco ciumento não te preocupes.  – disse-me o Louis – vamos inverter os papeis vai atrás do Harry eu da Jessica ok?
-Sim.
Vi o Louis a subir as escadas, para falar com a Jessica, sabia que o Harry estava lá fora, por isso fui atrás dele.
-Harry – Gritei pois ele já ia longe – espera.
Ele parou – diz Dannie.
-Podemos conversar por favor?
-Sim podemos, falar.
-Ela não beijou o Niall.
-Na revista não diz isso
-Mas sabes que revistas maior parte é mentira. – fui interrompida por o Harry.
-Eu sei Dannie, mas não percebo.
-Não percebo Harry, mas também não quero discutir contigo.
-Eu sou um conquita corações né Danielle?
Rimo-nos naquele momento, sabia que o Harry estava a dizer aquilo por a boca fora, por o que lia, e via ele não parecia ser rapaz que fizesse uma rapariga sofrer.
Fomos para dentro depois de algumas risadas e outras conversas, encontrei a Jessica sentada no sofá a rir-se com o Louis, normal pois quem está com o Lou só sabe rir.
-Estás melhor? – Sussurrei ao ouvido da Jessica enquanto me sentava á beira deles.
-Não, podemos falar?
Dei sinal em que ia lá para cima com a Jessica, o Hazza nem sequer nos prestou atenção. Subimos, ai a Jessica começou a soluçar, acabando por chorar.
-Ei, estás assim por meras palavras?
-Sim melhor amiga, eu gosto mesmo dele – disse-me – nem por o João eu senti isto.
-O Harry disse aquilo por a caso, estivemos a falar.
-Que falaram?
Não queria deixar a Loira pior, mas mentir também não seria correto – nada de especial, ele esteve a contar umas coisas do Lou e isso…
-Achas que devo falar com ele, não quero ficar assim com ele.
-Faz o mais acertado.
Abraçamo-nos por uns instantes. Estava quase na hora do almoço e estávamos cheias de fome, não sabia nada do Liam, fui ao quarto dele não o encontrei, comecei a imaginar onde ele estaria até que apanhei um susto quando o Liam chega por trás e abraça-me por a cintura:
-Que fazes aqui? – perguntou-me o Liam.
-A ver onde estavas – olhei para ele e reparei que estava de toalha, olhei para o Liam de baixo a cima, apreciei cada pormenor do corpo dele– acabaste de sair do banho, certo é melhor … ir.
-É melhor, já estás o suficiente vermelha – Disse o Liam entre alguns risos.
-É melhor.
-Dannie, que se passa?
-Nada, é melhor ir, encontramo-nos ao almoço.
Enquanto já ia alguns passos, de distância, já quase ao fundo do corredor, ouço:
-Até parece que é a primeira vez que vez um rapaz de tronco nu, Te amo.
Sim já tinha visto vários, mas nunca tinha visto o rapaz que eu queria passar o resto da minha vida de toalha.





11º Capitulo
Os melhores momentos da nossa vida não são planejados, eles simplesmente acontecem

[Danielle]
Passaram dois meses e meio, não estava com o Liam á 3 semanas por causa dos espetáculos dele, e dos meus shows e videoclips que andava a gravar. A Jessica tinha-se habituado a Inglaterra muito bem, trabalhava no hard rock.
Estava com uma saudade imensa do Liam, trocávamos sempre alguns SMS á noite mas não era algo que desfizesse o que estava a sentir, toda esta saudade me fazia o amar cada vez mais, me sentir mais louca por ele a cada minuto que passava.

[Liam]
As coisas correm lindamente na minha vida, a banda cada vez tem mais sucesso, temos concertos marcados até ao fim do ano, a única coisa que falhava era não poder estar mais tempo com a Danielle, tinha um montão de garotas atrás de mim, muitas delas perfeitas, lindas, ricas, mas eu só queria aquela Danielle, aquela rapariga que mal me conheceu e começou a mandar vir comigo, era ela quem eu desejava todas as horas, eu necessitava de estar com ela. Por essa mesma razão liguei-lhe.
-Estou Dannie? Podemos falar.
-Sim Liam que se passa? – era tão bom ouvir a voz dela.
-Amanhã não tenho nada marcado temos dois dias de folga, e eu preciso de estar contigo, falar contigo.
-Só se for a partir da tarde tenho ensaios… Também preciso de estar contigo...
-Posso passar por tua casa, e depois vamos dar uma volta a um sítio que não esteja ninguém?
-Até lá perseguem-te Liam.
Estivemos um momento calados, é verdade o que ela dizia, a qualquer lado tinha sempre alguma fã ou a gritar, ou a pedir uma foto ou algo parecido, não que me importasse eu amava as minhas fãs, sem elas os one direction não existiam mas por vezes cansava tanto, e eu queria estar tanto com a Danielle.
-Se tentarmos? Eu vou ver te consigo ser o máximo discreto, ok?- Acabei por falar
-Ok, até amanhã. – Ela acabou por desligar, de algum jeito eu iria estar com ela.

[Jessica]
-Daniela, não me digas que vais sair? – Resmunguei
-Vou amanha porque?
-Eu bem digo, quando falas com o Liam, o teu pensamento está todo nele certo? Amanhã compras?
-Esqueci-me, mas eu não posso loira. Compreende, eu quero estar com o Liam, isso combinamos para outro dia.
-Pagas-me uns sapatos novos.
-Já pede demais e mal chegou.
Ficamos a conversar, falei-lhe de tudo que sentia sobre o João e como os SMS que mandávamos um ao outro eram cada vez menos. Falamos sobre o Louis e o quanto ele a deixava incomodada, discutimos, brigamos… Fizemos mil e uma coisas. Mas nesta conversa  o que mais me marcou foi o Harry, eu gostava dele, não sei se é por ser uma celebridade, por já ter uma paixoneta por ele desde mais nova, algo me ligava a ele. A Danielle aconselhou-me a esquece-lo ou a falar com ele sobre o que eu sentia, as duas opções eram boas, mas nenhumas delas se iria realizar.
Depois de tantas risadas, entre as duas fomos dormir, cada uma para seu quarto. Não conseguia adormecer. Pensei no Harry, e no João. Eu de alguma forma estava a enganar o meu namorado, eu ainda o amava mas não da mesma forma, já não estava á mais de um mês com ele. Entre tantos pensamentos acabei por adormecer…
-Jessica, acorda mulher. – ouvi uma voz – Sabes que agora trabalhas.
-Não quero sair da cama – respondi com uma voz bastante sonolenta.
-Vou buscar água.
-Então, que horas são melhor amiga? – Levantei-me da cama num salto.
-Tens meia hora para te arranjares.
Fui tomar banho, e depois vestir-me, como o meu banho foi bastante prolongado não tive tempo de tomar o pequeno-almoço, fui para o Hard Rock, um amigo da Danielle levou-nos, eu para o meu trabalho, e á Dannie para os ensaios. A Danielle disse-me que quando fizessem audições para algum sitio de dança que me proponha, pois eu amava dançar, sempre foi o que mais amei fazer desde pequena. Podia ter vindo para Inglaterra mais cedo, mas as coisas simplesmente acontecem quando menos esperamos.





12ºCapitulo 
Seja como a lua, no meio de tanta escuridão nunca deixa de brilhar

[Liam]
Acordei empolgado, tinha planeado tudo para sair com a Danielle, queria estar com ela e aproveitar cada segundo.
-Liam onde vais com essa mala de viagem, daqui a 4 dias temos espetáculos. – Disse o Zayn
-Eu sei, eu depois de amanhã devo estar cá.
Em vez de ir buscar eu a Danielle pedi a um colega meu de infância para a ir buscar e a levar ao aeroporto. Dei-lhe as indicações todas, e como seria difícil convencer a Dannie e sair de casa ainda por cima para andar de avião.
Fui para o aeroporto, a minha ideia era ir de avião, as pessoas iriam pensar que ia ter com a família amigos algo parecido, e a Danielle iria também de avião mas nos encontrávamos lá dentro, fora disso separados. Para mim era um plano perfeito, não sabia era se ela concordaria.

Entrei no avião. Andar de avião para mim não era novidade, por vezes era a mesma coisa que andar de carro. Sentei-me no meu respetivo lugar, de seguida senta-se uma rapariga de saltos altos e de óculos de sol, quase irreconhecível.
-Podias-me ter dito que íamos andar de avião.
-Danielle és tu, estás diferente.
-Mais feminina, eu sei. É a segunda vez que ando de avião que medo.
Senti que nesse momento tinha de proteger a Danielle, de lhe mostrar que eu estava ali para tudo. Acho que nunca falei para a Dannie o que realmente sentia acerca dela, o carinho a amizade e o amor que eu tinha por ela. Eu me apaixonava por ela todos os dias, como se fosse a primeira vez.
Ela estava com a mão pousada encima da sua perna, pousei a minha mão sobre a dela e segurei firme, os nossos dedos se entrelaçaram em segundos.
-Estou aqui, não precisas de ter medo – Falei, fizemos uma viagem prolongada, a Danielle perguntou várias vezes para onde íamos, limitei-me a ficar calado nessas partes ou a responder sempre a mesma deixa “quando chegar-mos verás, não tenhas medo, estou contigo”

[Danielle]
O Liam estava a ser tão querido comigo, em alguma conversa que tínhamos no avião, ele acabava sempre as frases com “eu estou contigo não te preocupes”. Eu não tinha nenhum namorado desde que terminei com o Leandro, acabamos por causa da minha ida para Londres.
Eu nunca amei ninguém depois dele, até conhecer o Liam. Eu já não me lembrava o que era me sentir especial.
O avião acabou por pousar demoramos entre 2 a 3 horas desde Londres até ao lugar misterioso.
-Ilha Lundy, chegamos – disse-me Liam.– Estava a pensar ir a Inglaterra sul, ou algo assim por Inglaterra mas já deves conhecer quase todos os pontos da grã bretanha , e para onde vamos é um dos lugares mais calmos que existe, ou pelo o menos lugar calmo e perto.É daquelas ilhas pouco movimentadas. – Continuei calada a ouvir todos os pormenores que ele falava – vamos passar uma noite num Hotel, de um lado tem vista para o mar noutro lado tem vista para o campo, tem poucas fãs e fotógrafos por aqui, não iriam descobrir que estamos juntos.
-Tens vergonha de mim? – Eu achava que o Liam tinha vergonha de mim, quer dizer só dançava não era perfeita nem famosa, eu não estava á altura suficiente de ele poder dizer que namorava com uma rapariga simples e vulgar.
-Um dia irás perceber porque faço isto Dannie, vergonha de ti porque dizes isso?
-Tens raparigas perfeitas atrás de ti, nem metade delas eu sou.
-Mas eu não quero raparigas perfeitas – Eu estava a ser dramática, saímos do aeroporto a mala do Liam era grande e a minha pequena, eu não sabia que íamos para uma ilha, trouxe poucas coisas. Andamos de táxi até um pequeno espaço com várias casas. Entramos na receção calculei que fosse o Hotel, a maior parte do Hotel era em vidro daí dar para ver que no meio de todas aquelas amostras de casas se situava uma piscina.
Deram-nos a indicação do quarto, era grande, o sol entrava pelas janelas e radiava-o que me fascinava pois iluminava cada canto deste mesmo, as cores quentes, fazia o aquele espaço ser aconchegante e único. Sentei-me na cama, era macia, feita de penas supus fazia dossel e dai desciam uns panos formando um laço no final.
-Vou pousar as coisas ali, queres jantar? – Tinha-me esquecido que mais um pouco seria a hora de jantar, estava com pouca fome, dei um não, ele saiu do quarto demorou ainda a chegar enquanto isso fui tomar um banho, sai deste mesmo, me movimentei da casa de banho para o quarto onde tinha as roupas que iria vestir guardadas.
Sentei-me na cama ainda de toalha, a claridade da lua ainda escondida, e as poucas estrelas que já apareciam no céu encendia parte de cama.

[Liam]
Jantei alguma coisa sozinho, como a Dannie não me quis acompanhar na ceia. Fui para o quarto, abri a porta e algo focou na Danielle, ela estava incrível, tinha o cabelo um pouco molhado a formar caracóis nas pontas, os olhos dela olhavam para o pouco de lua que existia no céu, em poucos segundos a minha presença já tinha sido reconhecida.
-Liam, voltaste – olhou-me – preciso de pedir uma coisa.
-Queres que vá embora para te vestires, desculpa –Tentei ser educado.
-Não, simplesmente não trouxe roupa de dormir, emprestaste-me uma camisa tua?
-Claro Danielle – fui á minha bagagem e tirei de lá uma camisa de seguida ela pegou nessa mesma e dirigiu-se á casa de banho. Saiu de lá passado um bom bocado, mas não fazia mal ela estava perfeita com a minha camisa, linda assim dizendo.
-Que horas são? – Perguntou-me de seguida respondi-lhe.
-Por volta das 11 da noite ou 10. porque?
-Queres ir dar uma volta por fora do Hotel? – Eu não conhecia Danielle totalmente, e cada palavra que ela mencionava era desconhecida para mim, tudo que ela me dava era um novo passo de a conhecer melhor.
-Devemos?
-Não Liam, não devemos. Por isso mesmo é que vamos.
-Vais de camisa? – Eu só queria ficar no quarto abraçado á Dannie, e ela queria ir á procura de aventura.
-Certo…Vou sim. Anda lá é só uma volta Liam – nisto a Danielle já me tinha arrastado para fora do Hotel fomos por a parte de fora que ia dar a uma praia. A Dannie me levava a cometer loucuras que eu mesmo só o fazia com os rapazes.
Chegamos a uma praia tinha alguns casais pois a praia era do hotel, era um sitio sossegado.
Sentamos em frente ao mar, o céu estava estrelado, e o reflexo da Lua no mar fazia aquele momento ser único.
-Como o céu está bonito. – Comentou a Danielle.
-Pena amanhã temos que voltar, mas depois viremos mais vezes.
-Preciso de te pedir uma coisa- Falei – eu desde o princípio da Viagem que planeio isto, conhecemo-nos á pouco tempo, mas desde ai descobri que és a rapariga que eu quero viver o resto da minha vida – Continuei a falar um pouco nervoso – não tenho jeito de me expressar com sentimentos.
Levantei-me nesse mesmo ajudando a Dannie a seguir os meus reflexos, estava um pouco nervoso, ela também mesmo que o escondesse bem.
Ajoelhei-me em frente dela, e ela corou e riu-se ai tive a minha oportunidade de falar – Danielle estou a descobrir a pessoa fantástica que és. Uma das melhores pessoas que conheci. És a minha metade- ela continuava a sorrir – eu não te quero chamar de apenas princesa, eu quero-te chamar minha princesa.
-Sem palavras Liam – disse-me ela numa só fala.
Peguei na mão dela e falei – Queres namorar comigo? Prometo cuidar, amar, proteger, prometo-te fazer a mulher mais feliz deste mundo, serás tratada como uma rainha tudo que quiseres eu te darei.
-Eu quero que me ames apenas isso.
-Danielle aceitas?
-Ah sim desculpa, sim aceito.
Senti um arrepio a escalar o meu corpo, não pensei em mais nada apenas queria beijar a minha namorada.




13ºCapitulo
Trocaria o resto da minha vida por um dia a teu lado

[Danielle]
Acordamos no quarto do Hotel, amava dormir agarrada ao Liam, senti-lo junto a mim. Trouxeram-nos o pequeno-almoço ao quarto não comia nada desde ontem de tarde.
-Bom dia Liam
-Bom dia minha princesa - respondeu-me com um sorriso ao qual eu devolvi.
-Gosto tanto de dormir agarrada a ti..
-Porque vocês raparigas gostam de dormir encima do peito dos rapazes?
Ri-me nunca me tinham feito aquela pergunta – Para sentir-mos o vosso coração, e saber que ele bate por nós raparigas – achei o mais indicado a dizer, não fazia sentido, um coração bate sempre, seja ele por alguém ou não. Mas quando uma rapariga ama mesmo aquele rapaz o que mais quer é estar junto a ele e nunca o deixar partir.
-Hoje que queres fazer?
-Não sei Liam, diz-me tu…
-Estamos á beira de uma praia, e por o que sei a Menina Danielle ama a praia.
-Não, eu amo o som do mar – ok, eu amava a praia, eu dava desculpas apenas para não irmos nadar.
-Um mergulho?
-Liam, não gosto muito de água, uma vez ia-me afogar desde aí não sei o que é nadar.
-Estás comigo nada te acontece – O Liam saiu da cama, ele foi para a casa de banho tomar um banho ou algo parecido. Eu preparei-me para irmos dar uma volta por a ilha.
-Liam como esta praia é linda – disse enquanto apontava para umas rochas onde a agua batia.
-Tem ali tipo uma baía, a cor da agua é linda vais adorar – Eu adorava tudo que o Liam me mostrava, andamos ainda um pouco até á tal baía. O Liam agarrou-me por a mão, passamos por uma rocha que fazia gruta, aí deparamo-nos com um grande lago a água límpida era azul, uma palavra única. Não tive tempo nem de apreciar aquele momento, senti o Liam a pegar em mim ao colo, e levar-me para dentro de água.
-Não vale, nem me deixas-te gritar – comentei com o Liam quando já estávamos dentro de água.
-Dá desconto, foi uma surpresa – O Liam deu-me um beijo de leve, bastante suave…
-Só me fazes surpresas, eu ainda não te fiz nenhuma….
-Entraste na minha vida, isso é a maior surpresa de sempre.
-Isso não é uma surpresa.
-Eu amo-te.
-Eu amo-te mais Liam– rolou mais alguns beijos, estávamos os dois numa lagoa, eu por vezes beliscava-me, parecia tão irreal, eu estava a viver um sonho. Voltamos para o hotel, era fim da tarde, fomos jantar, comemos umas saladas…
Voltamos para o quarto ainda era cedo de ir para o avião ou algo parecido.
-Vai Danielle conta-me mais coisas sobre ti – disse Liam dando-me um beijo.
-Que mais queres saber? – devolvi-lhe o beijo

[Liam]
Estava numa conversa animada com a Dannie, eu gostava de a ver falar sobre si, ou o seu passado, eu queria pertencer ao passado da Danielle. Por vezes nem ouvia o que dizia, eu gostava mais de apreciar os gestos ou movimentos que ela fazia.
-Não fales amor, cada palavra, um beijo a menos.
-Muito poético… - Ri-me e decidi beijar a Danielle, estávamos encima da cama, por isso rebolei para cima dela. A minha mão estava a percorrer a cintura dela, quando comecei a subir e tive a péssima ideia de lhe tirar a camisola.
-Liam pára – disse-me Danielle assustada – não quero isso.
-Desculpa, foi sem intenção.
-Eu nunca fui tão longe com um rapaz, como te disse só tive vários namorados até aos 14, era muito nova para esse passo.
-Certo Dannie, desculpa. Não pensei.
-Não faz mal, ou agora ou depois irias saber.
Não sabia como agir, não devia ter feito aquilo, a Danielle vai pensar errado de mim, ou vai achar que me quero aproveitar dela. Dei-lhe um beijo na testa, e abracei-a – Meu anjo estarei aqui para tudo.
-Ainda bem Liam, não te quero perder.
-A nossa história de amor não vai ter fim.
-Não Liam, não vai. Ela vai ser eterna – Beijamo-nos lentamente, eu amava aquela rapariga, algo nela era diferente.

14ºCapitulo
 A vida é como um cubo magico, a cada passo, menos uma dificuldade.

Arranjamos as coisas, foi pouco o tempo que passamos naquele hotel longe de tudo e de todos, quase nem aproveitamos a temporada juntos direito. Fomos para o aeroporto, e algumas fãs nos descobriram, o Liam disse que não havia mal, ele tirou algumas fotos com elas. Até que houve uma fã com 14 anos, que veio até á minha beira e me perguntou se eu namorava com o Liam, não falei nada para mim era tudo muito irreal, ela acabou por falar sem me deixar responder á sua pergunta, disse-me com firmeza nas palavras que se eu namorasse com ele que apoiaria Liam, e que eu uma rapariga sortuda e que não o devia fazer triste se o fizesse ter-me-ia de a ver com ela. Por fim falou que eu ela linda, e que Liam não poderia escolher melhor.
Com poucas palavras, e sem resposta da minha parte, esta rapariga seguiu o seu caminho com um sorriso enorme no rosto por ter estado com o seu ídolo. Senti-me a rapariga mais sortuda no mundo, tinha o amor do Liam algo que muitas raparigas desejavam.
-Vamos Danielle?
-Vamos sim meu amor.
-Posso te pedir uma coisa?
Respondi que sim, aí ele falou - Não queria expor a nossa relação, sei que as nossas directioners irão aceitar, mas algumas não. Quero-te proteger até ficarmos estáveis.
-Eu entendo Liam, e tens razão é melhor para ambos, obrigado por estares a fazer isto - agora intendia o Liam, algumas raparigas não iriam aceitar e dizer que não o merecia, o que me ia entristecer um pouco.
Na volta a casa contei ao Liam como vim para Londres, falei-lhe que me zanguei com os meus pais e fugi de casa, eu tinha vindo com o irmão da Joana e com ela estudar para Londres, foi aí que participamos no concurso ao qual não tive coragem de continuar, contei ao Liam que ele não era o único que amava musica que eu tambem venerava, dançar foi uma oportunidade única de fazer metade de um sonho, abriu-me as portas para o futuro para recomeçar a minha vida em Inglaterra. Era tão nova que aprendi a comportar-me como uma adulta e a minha adolescência acabou no minuto que entrei no avião para viver uma aventura
De certa forma, cresci muito rápido, deixei os meus amigos, o meu ex-namorado, a minha família tudo em Portugal, tinha um objetivo ser feliz, algo que não iria conseguir ser em Portugal.
Chegamos ao nosso local destinado, agora sim tinha algumas fãs á espera do Liam. Tínhamos combinado antes se houvesse algumas fãs no aeroporto para eu seguir o meu caminho, que depois mais tarde nos encontrávamos. Foi o que fiz, deixei o Liam para trás, chamei um táxi e fui para casa.

[Jessica]
Estava arrumar a casa, estava tudo uma desordem secalhar por não estar lá a Danielle e por eu ter desarrumado tudo quando decidi dançar encima das coisas. Ouvi a porta abrir, imaginei que fosse a Dannie, quem mais seria?
-Dannie – disse – aonde estiveste ontem, nem uma mensagem, obrigado.
- De nada Jessica – disse ela entrando.
 -Estava a ser irónica.
-Eu também, que desordem é esta? Jessica, fizeste uma festa?
-Eu vou-te contar, depois de ir ao teu computador, entrar no facebook e depois no twitter e perceber que o Harry Styles me estava a seguir, gritei muito e dancei a noite inteira, fim.
-Uau Jessica, o teu sonho de criança realizou-se quando começas a entrar na adolescência.
-Tenho 16 quase 17, não sou criança.
-Eu sei o que falei loira.
-Estupida – disse-lhe, nesse momento destruímos um pouco mais a casa – conta-me, o que aconteceu entre ti e o Liam, já te tornaste mulherzinha?
-Sua perversa, para sua informação menina Martins, eu sou uma mulher, e para seu conhecimento eu namoro com o Liam – disse-me atirando uma almofada á cara.
-Jura, e não fizeram nada?
-Ó Jessica.
-Que é Danielle. Nem te passou pela cabeça isso?
-Não sou como tu sabes? – Falou a Danielle.
-És pior Dannie, eu sei. Mas diz-me, onde foram?
-Espanha, ficamos numa vila, num hotel. Eu não me importava ter ficado em casa dele, ou algo parecido. Mas que foi lindo foi.
-Ficaram lá pouco tempo, para que foram?
-Para ele me pedir em namoro num sítio romântico.
-O João pediu-me no elevador do centro comercial, eu acho romântico.
-A falar nele como estão?
-Não sei mesmo melhor amiga, não falamos e eu quero continuar a minha vida aqui, já liguei aos meus pais a dizer que continuava aqui os meus estudos como estás a fazer.
-E eles?
-Eles concordaram, se é o que eu quero que seguisse o meu sonho.
-E o João?
-Já nem sei o que é mais ama-lo, achas que deva acabar.
-Estás a 3 passos de namorar com o Harry Styles, e namoro á distancia não é muito estável quando não se é casado.
-Eu vou acabar com o João, é o melhor mesmo.
-Agora?
-Sim agora mesmo, olha só – Eu não queria acabar com o rapaz ao qual chamava de namorado, foi com ele que aprendi tudo sobre amor, mas era o melhor para ambos, peguei no meu telemóvel e marquei o número dele.
-João, é a Loira.
-Loira, ainda és viva?
-Sem piadas João – claro que eu era viva.
-João quem te ligou – ouvi uma voz atrás.
-Quem está contigo João?
-Jessica á dois meses ou mais que não estamos juntos, homem não é de ferro desculpa?
-Tu não o fizeste pois não João?
-Desculpa Loira, acho que terminamos por aqui.
-Quem termina aqui sou eu – Desliguei, como ele teve coragem de me trair? Estar com outra rapariga além de mim.
-Jessica?
-Ele traiu-me Dannie, como é que me pode fazer isto? Nós namorávamos – disse eu rapidamente.
-Jessica, acabou?
-Sim entre nós acabou, eu pensava que ele me amava.
-Se houvesse finais felizes ainda estavam os dois juntos Loira. Lembra-te que lhe fizeste o mesmo.
-Mas foi só um beijo.
-Loira, pensa que foi melhor assim, vou comer algo até já, pensa nisso.



15ºCapitulo 
Sempre vai ter algo para te impedir de ser feliz

[Liam]
-Vi a Danielle a partir, depois eu falava melhor com ela. Segui o meu caminho após ter feito as minhas meninas felizes, como digo sempre sem elas, nós não eramos nada. Fui para minha casa. Pousei as coisas, tomei um banho, fiz tudo que tinha a fazer. Se seguida liguei aos rapazes para saber como estavam as coisas. 
Estava muito feliz, namorava com a Danielle, tinha tudo que sempre quis, arrependo-me de não ter namorado antes com ela, não a conhecia bem, não queria arriscar a magoa-la a ela ou magoar-me a mim mesmo.
Fui ter com os rapazes, assim foi o que planeamos entre nós. Contei-lhes tudo que tinha a contar.
-Felicidades Liam – abraçou-me o Niall – agora já podes convidar mais a Danielle para estar connosco.
-Vocês vão-me rouba-la de mim.
-Não exageres Liam apenas é a tua primeira namorada que gostamos como amiga de verdade – terminou o Zayn
-Ela é diferente das outras – falou o Louis
-E tem uma melhor amiga bonita como ela – disse o Harry.
-Não vou poder estar uma semana e meia com ela – comentei triste, além de toda a felicidade existe sempre barreiras ás quais nos impedem de por vezes sorrir. 
-Ela podia vir connosco – disse o Lou
-Sim era boa ideia, mas ela vai recusar o bilhete de avião, ou a estadia, já para irmos para Ilha Lundy ela ficou um pouco chateada comigo por gastar dinheiro com ela.  Levar a Dannie connosco está fora de plano ela não aceitará prepostas.
-Mas a Jessica aceita – Sim o Niall tinha razão de alguma forma a Jessica aceitaria.
Continuamos a falar, a cantar, a contar piadas fizemos tudo que costumávamos fazer. Estava na hora de ligar á Jessica e a Danielle, claro, para as convidar para vir ter connosco a casa do Lou e do Harry, aí seria a oportunidade do Harry falar com a Jessica e esclarecer-lhe as coisas acerca de elas passarem uns dias connosco, e ir ver o nosso concerto.

[Danielle]
-Olá Liam – O Liam tinha-me ligado, nem 6 horas passaram e ele já me tinha ligado.
-Dannie, passa o telemóvel á Jessica, estás com ela? 
-Um minuto Liam – o meu namorado a perguntar-me se a minha melhor amiga estava comigo porque queria falar com ela, não que eu tenha ciúmes ele só é o meu namorado e ela a minha melhor amiga.
-Hey Liam – ouvi a Jessica a falar com o Liam ao telemóvel – Sim…eu tento-a convencer… ok adeus beijos Liam.
-Então? – Perguntei
-Então o que? Prepara-te, vamos para casa do Harry…
Interrompi a Jessica – tem calma, explica isso melhor, loira.
A Jessica riu-se – Dannie andá-la, vamos passar lá uns dias… Eu falto ao trabalho vai ser fixe.
-Sim Jessica, mas eu não posso faltar..
-Alguém te substitui, admite melhor amiga, tu queres estar com o Liam, e eu preciso de tempo para conquistar o Harry.
-Pois porque o Hazza foi mais rápido e já te conquistou a ti.
-Cala-te, nos meus sonhos mais um pouco e ele fica louco por mim.
-Vai sonhando e vai fazendo as malas.
Por vezes sentia-me mal, estava sempre atrás do Liam, ou em casa dos meninos, o meu namorado pagava-me viagens para ir para ilhas… Queria que eu dormisse na casa do Louis e do Harry, que também era um pouco a casa dele. Eu gostava do Liam por a pessoa, não por o famoso, o nosso amor tinha pouco tempo, mas isso não importava ele era verdadeiro.
[Jessica]
Estava-mos em casa do Harry, chamamos um táxi para nos levar. Estava entusiasmada, ia estar com o Hazza, não via a hora de poder estar com ele, de olhar para aqueles olhos sem cor definida. 
-Liam Olá – falou a Danielle com o maior sorriso do mundo, ainda dizia ela que não queria vir.
-Olá meninas, entrem. 
-Oi – respondi. Acabamos por entrar cumprimentei todos os rapazes.
-Jessica preciso de falar contigo – disse-me o Harry quando o fui cumprimentar..
-Que se passa? – Eu fiquei curiosa por saber o que ele queria falar comigo, ia-me pedir em namoro? Acho melhor deixar de sonhar.
-Anda comigo ali loira – o Harry puxou-me, olhei para a Danielle, ela estava confusa, os rapazes só se riam. Coisa boa não era.
-Jessica nós vamos durante duas semanas para os estados unidos Sei que vos pedimos para ficarem uma semana aqui, mas o Liam quer estar com a Dannie, mas ela de certeza que não aceita. Fala com ela. 
-Estados Unidos, nós com vocês? 
-Sim Jessica, amanhã á noite vamos partir.
-É muito encima da hora Harry, não sei. A Dannie deve ter espetáculos, e faltar duas semanas é muito.
-Não sejas pessimista loira… Vai ser divertido.
-Ok, eu falo com ela – o Harry abraçou-me – Ainda estás chateado comigo?
-Eu nunca tive chateado contigo.
-Estiveste sim, não te lembras?
-É uma má memoria, eu não gosto de me lembrar de coisas más. 
Fomos para a sala, rolaram algumas conversas sobre o namoro do Liam e da minha melhor amiga, até que chegou a hora de jantar, e bem que estava uma fome desgraçada.
-Jantar quem faz?
-Vamos buscar alguma coisa – disse o Niall.
-Ai não, desculpem meninos mas comer porcarias sempre e sempre enjoa. Sou bailarina, ainda por cima faço ballet não posso abusar.
-A Danielle tem razão não é nada saudável.
-O namorado a defender – falei.
-Eu cozinho, então - disse a Dannie – eu amo cozinhar.
-Eu posso ajudar?
-Não Liam, nós queremos comer, e vocês os dois iam fazer outras coisas em vez de cozinharem – riu o Harry.
-Eu ajudo – comentou o Louis.
-Ok, voces enquanto isso coloquem a mesa, ou algo do género. Meia hora.

[Danielle]
Fomos para a cozinha – Paella de vegetais o que achas?
- Vegetais, deve ser bom.
-É bom não te preocupes.
Comecei a preparar as coisas a cortar os vegetais, o Louis olhava para mim.
-Então namoras com o Liam?
-Sim Lou.
-E gosta mesmo dele?
-Sim Lou.
-Espero que sejas muito feliz com ele, ele tem um rapariga fantástica.
-Obrigado Louis. Tu um dia irás arranjar uma que te mereça de verdade.
-É Dannie, um dia.. Até lá vou-te amando em segredo.
Preferi não comentar.
-Danielle estás a chorar? – o Louis olhou para mim e abraçou-me eu não o consegui abraçar estava com uma faca na mão, e não estava com intenções de o magoar.
-Não Louis – ele limpou-me uma lagrima que escorria da minha cara.
-Foi algo que disse..
-Não Louis – ri-me.
Ele interrompeu-me – Desculpa foi sem intenção, desculpa – Abraçamo-nos novamente.
-Louis estou a cortar cebolas, é normal chorar quando se faz isto.
Rimo-nos bastante nesse momento. Continuamos com o que tínhamos a fazer. Ele ajudou-me a cortar as coisas. 
-Não sabia que cozinhavas tão bem Dannie.
-Eu tenho os meus segredos.
-Daqui a pouco dizes-me que sabes cantar.
-Sei cantar, dançar, cozinhar, desenhar.
-Cantar?
-Sim Louis, eu ia participar no x factor á um ano mais ou menos.
-Não participaste, porque? 
-Acho que canto mal, e além disso fiquei com vergonha.
-Canta-me um pouco, sem vergonha.
Cantei o refrão de uma música dos Daughtry a musica September. Eu nunca tive coragem de cantar á beira de alguém. Eu odiava a minha voz. 
-Uma palavra Danielle, és incrível a cantar, tens de me contar mais dos teus segredos.




16ºCapitulo
Eu sou apenas mais uma peça do teu jogo.

[Liam]
-Nem sei como concordei em vir convosco, nunca mais, eu odeio andar de avião – ouvia as reclamações da Danielle, estávamos nos estados unidos, convencer a Dannie não foi tarefa fácil, mas foi possível.
Tínhamos chegado ao hotel, tinha muitos fotógrafos atrás de nós. Muito se perguntavam quem eram aquelas duas raparigas, certo eles já nos tinham visto com a Danielle e comentado mas nada de alarmante.
-Vocês ficam num quarto á parte ok meninas? – Perguntou o Harry
-Isto é impressionante – falou a Jessica de boca aberta. Começamo-nos a rir da Loira tinha certa piada.
-Jessica fecha a boca  - disse a Dannie
-Isto é impressionante.
-Não desmaies Loira.
-Que graça Harry.
Estávamos em L.A, eu e os rapazes fomos treinar para o espetáculo que iriamos ter hoje á noite. Tinha conversado com a Danielle e a Jessica acerca do concerto. A Dannie preferiu ir ver o concerto sem seguranças atrás delas, ela apenas queria ser uma rapariga normal no meio de todas as outras, como se não fosse minha namorada queria viver aquele momento já que seria a primeira vez que iria assistir a um concerto nosso.
-Deste-lhes os bilhetes?
-Sim Niall, os bilhetes estão esgotados, tinha de ser eu a dar-lhes.

[Danielle]
Tinha chegado o momento, aquele lugar era coberto por a escuridão e gritos, era tudo fantástico, tudo como tinha imaginado. Eu e a loira fomos para os nossos lugares que ficavam á frente. Tínhamo-nos antecipado duas horas para lá estar, mesmo namorando com o Liam eu queria ter sentir-me como todas aquelas raparigas que amariam estar no meu lugar.
-Isto é um sonho certo melhor amiga?
-É Jessica isto é um sonho… O nosso sonho.
Senti um empurrão, o que me fez quase cair, em vez de ir direta ao chão empurrei outra rapariga que estava atrás de mim.
-Desculpa, estás bem? – Estiquei a minha mão para a ajudar – Tânia?
-Daniela és tu?
-Danielle, troquei de nome – sim era Daniela, até decidir que ficava mais bonito se o mudasse para Inglês – Mas sim sou.
Abracei aquela rapariga, a Jessica olhava para mim confusa.
-Não sabes quem eu sou? – Perguntou a Tânia
-Loira lembraste da Tânia do twitter?
-Passaram 5 anos, nunca mais falamos é normal – A Tânia é uma amiga nossa, falávamos virtualmente, a jessica nunca a chegou a conhece-la pessoalmente, eu é que tive a sorte de a encontrar no aeroporto de Portugal quando estava de partida.
-Que fazes aqui? – Perguntei.
-Aquele dia no aeroporto o meu destino era Estados Unidos.
Continuamos a falar, a reviver algumas conversas. A Tânia mesmo estando longe de mim sempre me ajudava no que eu precisava, ela sempre foi uma grande amiga.
-Então é a primeira vez o que os vens ver?
-É, é a nossa primeira vez.
-Então ainda sonhas com o Liam Danielle? – Perguntou-me a Tânia.
Eu não sabia o que responder, eu confia nela mas o Liam queria manter a nossa relação em privado, por agora, mas eu sei que a Tânia guardaria aquele segredo bem.
-É uma longa história, á qual não te vais acreditar.
-Como assim?
-Eu e o Liam namoramos.
-Claro que namoram, eu e o Hazza também.
-Ele veio contra mim – Comecei a contar tudo que tinha acontecido entre mim e o Liam, a Tânia estava surpreendida – e sim eu namoro com o Liam, mas por favor não contes a ninguém.
-Mas não percebo, isto é asserio?
-Muito asserio, eu andei doutra vez aos beijos com o Harry também – disse a Jessica.
-Meu deus voces conhecem os meninos, que sorte. Danielle tu namoras com o Liam, parabéns.
Continuávamos a falar, eu prometi á Tânia que um dia ela os ia conhecer pessoalmente. Começou o concerto, eles começaram com o Na Na Na… O Liam por vezes em algumas canções, mais românticas, ele ficava sempre á minha frente e olhava para mim, era como se tivéssemos apenas os dois, e ele estava a cantar para mim. Rimo-nos bastante, com as trocas de palavras que eles faziam nas músicas. Foi como sempre sonhei.

[Jessica]
Acabou o concerto, aí reparei que a Danielle estava a olhar muito para o telemóvel, resolvi perguntar – Que se passa?
-O Liam mandou-nos ir ter com ele atrás do palco, para estarmos com eles.
-Vou estar com o Harry? – Perguntei toda contente.
-Não, eu não vou temos a Tânia não a vou deixar…
-E se ela fosse connosco? Aposto que o Liam não se importaria…
-Meninas isso era um sonho – falou a Tânia entusiasmada.
Um segurança indicou-nos o caminho, tinha algumas pessoas a comentares o porque de estarmos a ir na direção errada, mas não nos importamos com os outros. Ali estava eles, cansados e esgotados depois de um concerto fantástico.
-Olá Liam – disse a Dannie, e para variar lá estava ela com o maior sorriso do mundo.
-Olá meninas – O Liam verificou que estava uma pessoa amais – e quem é esta rapariga linda?
-Desculpa Liam, é a Tânia, é uma amiga minha, não a via á mais de 4 anos. Não te importas de ela estar aqui?
-Contigo a fazer beicinho ele não se importa Dannie – disse o Niall.
-Claro que não nos importamos, quanto mais raparigas lindas melhor – falou o Harry
Continuamos a falar, o Harry ria-se muito para a Tânia, ele era um galã quando o assunto era sobre mulheres, mas eu gostava dele e além disso era demasiado ciumenta.
-Então Tânia onde estas a viver? – Perguntou o Harry
-Em Toronto, estou cá pois ganhei um bilhete para vos ver.
-E ficas aqui por quanto tempo? – O Harry só sabia fazer perguntas, eles riam-se bastante os dois… Por vezes acho que o Harry não quer saber mais de mim, e que eu apenas fui uma peça perdida no jogo dele.




17º 
Capitulo
Não confies no desconhecido.
[Danielle]
Lembro-me do nosso primeiro beijo, do nosso primeiro dia juntos, lembro-me como os nossos lábios se encaixavam na perfeição em apenas um toque, e de como os meus dedos pareciam ter sido feitos para completar os seus.
Os dias passavam, eu voltei a Inglaterra com a Jessica, tinha combinado com a Tânia ela passar umas férias prolongadas em Londres, assim teríamos mais tempo para por tudo em dia.
-Jessica despacha-te, vamos buscar a Tânia ao aeroporto – gritei, por vezes a loira fazia-se de esquecida ou algo assim, bem não importa. Fomos de táxi diretas ao aeroporto. Pegamos a Tânia e voltamos para casa, já que os fotógrafos e as perguntas começavam a aumentar sempre que nos exponhamos.
-Voces são as raparigas com mais sorte neste mundo…
-Não é assim tanto, eu só namoro com o Liam, e sim nos temos muita sorte – continuamos a falar.
-Os rapazes só devem vir amanha Tânia té lá queres conhecer Inglaterra?
-Quero sim Danielle, depois voces vão estar com eles?
-Devemos ir a Casa deles – comentou a Jessica – mas hoje quero ir a uma discoteca.
Concordamos com a Jessica, fomos vestir as nossas melhores roupas, e decidimos ir a uma discoteca bastante popular. Estávamos com roupas provocantes, por essa mesma razão os olhos estavam postos todos nas três.
- Vamos dançar – disse a Jessica arrastar-me a mim e a Tânia para o meio da pista. A Jessica mexia-se bem, talvez por estar habituada a sair á noite com o João, e por ir a bastantes discotecas em Portugal.
-Eu vou pedir uma água – disse eu tentando me afastar do meio da pista.
-Água não, anda comigo – Eu e Tânia seguimos os passos da Jessica ela foi ao balcão e pediu 3 safaris, ela ainda se lembrava da nossa bebida preferida.
-Jessica álcool não… - disse.
-Nem é de ti Dannie, o que te aconteceu?
-Isso é bom, meninas? – Perguntou a Tânia curiosa.
-É muito bom, e a Danielle, sabe disso.
Acabei por beber, sim aquela era a melhor bebida com álcool de sempre. A Jessica acabou por abusar um pouco e bebeu 4 copos de safari.
Eu e a Tânia sentamo-nos num sofá, enquanto a Jessica dominava a pista.

[Jessica]
Sentia melhor do que nos outros dias, certo efeito do álcool. Estava a dançar, todos os rapazes olhavam para mim, eles queriam-me, eles desejavam-me. 
-Dás honra desta dança? – Perguntou um homem.
-Desculpa, ela está acompanhada por mim desculpe – Senti um braço a puxar, era um rapaz loiro de olhos azuis, ele era lindo, perfeito assim dizendo – Tem cuidado com aquele homem, ele anda aqui para ver se arranja um par de saias para levar para a cama.
-Não sabia, obrigado.
-De nada, como te chamas?
-Jessica, loira para os amigos…
-Então isso quer dizer que somos amigos, sou o Rafael prazer loira.
Fomos dançar, em todos os rapazes que tinha visto a dançar ele era o que se mexia melhor, cada movimento, cada pormenor era único, incrível. Eu reparava como ele olhava para mim, e sorria quando colocava as suas mãos na minha cintura.
-Danças muito bem Jessica.
-Nada comparado contigo Rafael, e ainda não viste nada.
-Tenho que ver um dia – comecei a ficar preocupada com as palavras do Rafael, será que queria mais do que uma dança? – Sou coreografo numa escola de dança, passa por lá. Dá-me o teu número e marcamos algo.
-Isso explica dançares tão bem.
-A dança nasce contigo, dançar não se aprende apenas se sente – ele sussurrou-me ao ouvido e deu-me um cartão que continha o número dele, numa brisa já não sabia onde ele estava, voltei para a beira da Tânia e da Danielle.
-Jessica onde estiveste? – Perguntou a minha melhor amiga.
-Por aí a conhecer pessoas…
-Tens de ter cuidado, por vezes exis…
Interrompi a Dannie – eu sei, deixa de ser responsável, tu não és responsável.
Fomos para casa, por o caminho expliquei o que tinha sucedido, elas riam-se de mim, e a Tânia disse-me para arriscar, para conhecer o Rafael melhor.

[Harry]
Voltamos para Inglaterra, o Liam estava ansioso para ver a Danielle, e eu para continuar a minha conversa com a Tânia.
Combinamos com as raparigas encontrarem-se connosco em minha casa, já que se fossemos a um café tínhamos as nossas fãs atrás de nós.
-Olá Harry – disse a Tânia.
-Ainda bem que vieste – disse-lhe.
-Olá – disse a Jessica.
-Oi Loira.
-Harry o Liam está cá? – Disse a Danielle abraçar-me
-Está lá den… - não consegui acabar a minha deixa, a Dannie já estava dentro de casa com o Liam.
-Vamos entrar? – Perguntei-lhes.
-Sim Hazza, posso te chamar de Hazza?
-Podes Tânia.
-Que bonito – falou a Jessica, dei-lhe um olhar confuso, acabamos por entrar, a loira mexia muito no telemóvel.
-Vou ali atender uma chamada venho já – acabou por falar, a Jessica afastou-se de nós uns metros, conseguia ouvi-la ao telefone – Recebeste a minha mensagem ontem? … Sim Rafael, eu se onde fica o Hard Rock, até logo então.





18 Capitulo
Tenho ciumes, tenho medo de arriscar, tenho medo de amar, tenho medo de te perder.

[Jessica]
 Sai da casa do Harry, vê-lo agarrados aos risos com a Tânia metia os nervos á flor da pele, irritava-me, deixei-os lá mais a Danielle, e decidi ir para o Hard, ter com o Rafael.
-Olá Rafael – cumprimentei-o, o aroma do perfume dele era bastante agradável – Sabes como conquistar uma mulher apenas com o teu perfume – sentei-me á beira dele.
-Queres um sumo?
-Uma limonada por favor – O Rafael pediu ao garçon mais próximo – preciso de ti para uma coreografia sensual.
-Sensual como assim?
-Alguma vez dançaste tango, ou sabes o que é?
-Nunca dancei, mas sei o que é.
-Queres dançar comigo? Preciso de uma rapariga sexy, e que saiba movimentar, e tu tens o que eu quero.
-Quero, claro que quero, eu amo dançar.
-Ainda bem, vamos para o meu estúdio de dança.
Estava nervosa por estar com o Rafael, tínhamos chegado ao estúdio, tinha um vidro a cobrir uma parede, o chão brilhava, era tudo muito bonito.
-Toma estas roupas vai vesti-las – ele atirou-me um vestido e uns sapatos de tango, aquilo era demasiado curto para vestir.
-São demasiadas pequenas…
-É Tango, quando danças tango apenas tens de pensar no teu parceiro na tua pessoa amada.
Enquanto ele dizia estas palavras ele se aproximava de mim, sentia a minha respiração aumentar, foi ai que ele se afastou – Veste isso jessica, daqui a 5 minutos quero-te aqui.
Fui vestir aquele vestido miniatura, e segui de seguida para frente do espelho, lá encontrava-se o Rafael.
-Vamos – disse-me com um sorriso enquanto me dava a mão para começar a dança.
Ele me ensinava os melhores movimentos, e como devia de fazer as coisas – Jessica não tenhas medo te encostar mais a mim – senti um empurrão nas minhas costas a ir contra ele, os nossos corpos estavam colados, ele deslizava a mão dele por todo o meu corpo, sentia arrepios a descerem por mim – Jessica mais sensual.
-Rafael eu não consigo mais sensual.
-Tens a certeza? – Sussurrou-me ao ouvido o que me fez arrepiar mais do que estava.
Começamos a preencher aquele espaço com paços de dança, não era apenas tango que ali estava, era um pouco de tango, ballet, contemporâneo, house, ragga entre outros estilos musicais, comecei a ficar menos nervosa foi ai que o Rafael me puxou e fizemos a nossa melhor atuação, foi esgotante, mas foi perfeito.
-Tens razão eu consigo ser mais sensual – Não dissemos uma única palavras apos a minha própria deixa, ele olhava-me de alto abaixo e mordia o lábio inferior, eu apenas olhava-o de alto abaixo e apreciava cada pormenor do seu corpo.
-Então Jessica amanhã ensaiamos outra vez? – Perguntou-me á saída do estúdio.
-Eu depois ligo-te até depois. – Senti o meu braço a ser puxado para trás, e por momentos o canto da minha boca foi invadida por os lábios do Rafael.
-Até mais Loira.
Segui o meu caminho, estava demasiado feliz para pensar em tudo o resto. Tinha ainda o resto da tarde por minha conta, fui ao centro comercial comer alguma coisa, e passear por lá depois voltei para casa do Harry e do Lou.

[Tânia]
A minha conversa com o Harry melhorava a cada palavra, era como sempre tinha imaginado. O meu grande sonho sempre foi conhece-lo e poder falar com ele normalmente como duas pessoas normais.
-Então tu e a jessica?
-Eu e a Jessica?
-Eu vejo como tu olhas para ela, como a tentas provocar, mesmo não dizendo nota-se que gostas dela Harry.
-Eu não gosto Tânia… Nota-se assim tanto?
-Ela também gosta de ti, e qualquer dia perde-la.
-Mas ela namora com o João, e agora anda a falar com um Rafael.
-Ah o Rafael é um coreógrafo não te preocupes.
-E o João?
-Isso não sei Harry, eu nem sabia que ela namorava.
-Eu não sei o que sinto por ela, e depois entra uma rapariga linda na minha vida, as minhas dúvidas ainda são maiores acerca da Jessica.
Preferi não comentar, eu sei que ele estava a falar de mim, eu sorri-lhe achei o mais indicado a fazer naquele momento, ele devolveu-me o sorriso. Como tu nele era perfeito, o sorriso dele era perfeito, as covinhas nas bochechas eram perfeitas. Ouvimos a campainha a tocar, o Zayn foi atender, era a Jessica.
-Vas Happenin Loira? – Ouvimos o zayn a gritar e alguns risos da Jessica por o meio.

[Liam] 
Estava a jogar Nintendo com a Danielle, fiquei surpreendido quando soube que as raparigas também conseguiam jogar jogos de rapazes.
-E mais uma vez ganhei-te – disse-me a Dannie, nós tínhamos apostado quem perde-se dava um beijo ao que ganhasse no jogo.
-Só ganhas porque eu amo te dar beijos – disse-lhe a dar um.
-Certo,  e eu deixo que me ganhes, porque amo receber.
-Jessica chegou – gritou o Zayn. A Danielle levantou-se e foi ter com ela, o mais provável. Fui atrás dela.
-Loira onde estiveste a manhã toda? – Perguntou a Danielle. Enquanto a Jessica tentava arranjar uma desculpa cheguei á beira da Dannie e agarrei-a por trás.
-Bem, depois de sair daqui..
-Loira asserio, não te ponho de castigo.
-Fui ter com o Rafael, ele como é coreografo, pediu-me para dançar com ele.
-Jessica não o conheces de nenhum lado é seguro? – Perguntei
-Não se preocupem, ele é bastante querido, amanhã vou ter com ele e vou fazer isto durante uma semana, depois temos o espetáculo, por o que ele falou é um concurso..
-E podemos te ir ver? – Questionou o Niall.
-Acho que sim..
-Iriamos ver-te dançar com o Rafael – disse o Harry enquanto entrava na sala.
-Vamos dançar tango Harry… é uma dança sensual.
-Dois ciumentos – sussurrei ao ouvido da Dannie. Continuamos a nossa conversa sobre o Rafael e outras coisas mais interessantes.



19 capitulo
 Não troques a vida por uma noite
[Jessica] 
Era o ultimo dia de ensaio, eu já não ensaiava com aqueles vestidos miniatura o Rafael disse que isso era só para a experiencia. A nossa coreografia era magnífica.
-Perfeito Jessica, melhoras a cada dia que passa.
-Obrigado – Disse-lhe a sorrir.
-Escolhi bem – o Rafael começou-se aproximar de mim, colocou a sua mão na minha cintura e por vezes descia. Aí começou a rolar alguns beijos no pescoço, o que me causava bastantes arrepios. Ele pegou em mim ao colo, as minhas pernas entrelaçaram na cintura dele, e a partir desse momento tudo começou a ser mais intenso, os beijos aumentaram, o desejo de sentir o corpo dele aumentou. Passado pouco tempo e as nossas roupas invadiam o estúdio por completo.
-Rafael, tenho que ir já passa da hora do almoço…
-Certo Jessica.
Vesti-me e saí do estúdio, o Rafael acompanhou-me até á porta. Em todo aquele momento eu só sabia pensar no Harry, e que era com o Harry que eu queria ter feito aquilo. Dirigi-me para o centro comercial onde eu me ia encontrar com a Danielle.

[Danielle]
 As horas passavam, e por momentos pensei eu perder a paciência até que vi a Jessica – Já viste as horas certo?
-Sim já.
-Eu saiu do meu ensaio para vir ter contigo Jessica e ainda demoras, o mínimo despachavas-te.
-Certo Dannie, para a próxima eu despacho-me.
Entramos no centro comercial para almoçar, a Jessica estava mais calada do que habitual – Que se passa?
-Nada…
-Pois e eu sou o coelhinho da pascoa.
-Era bom era… Eu e o Rafael tivemos relações.
-Jessica estou a comer por favor, asserio?
-Sim – a loira começou-me a relatar tudo que se tinha passado – eu só pensava no Harry enquanto isso acontecia.
-E tu e o Rafael namoram?
-Não, claro que não. Poderemos vir a namorar secalhar, mas eu gosto é do Harry.
-Ai Jessica, decide-te se é do Harry conta-lhe.
-Mas ele gosta da Tânia..
-Eles só falam mais nada. E nota-se logo na tua cara que gostas dele, toda a gente sabe disso até a Tânia e ela não te faria isso.
-Nota-te assim tanto?
Fomos dar umas voltas por o centro comercial, por vezes tínhamos raparigas a vir ter connosco e a perguntar coisas sobre os meninos, nós apenas dizíamos não sei de nada querida e íamos embora. Voltamos para a nossa casa, a Tânia provavelmente estaria lá, mas quando entramos não havia sinal nem uma alma. Apenas de um papel.
-O que diz? – Perguntou  a Loira, comecei a ler.
-Olá meninas, se estão a ler este papel é porque ainda não cheguei a casa fui passear com o Harry, sabem que mais? Os rapazes menos o Zayn e o Louis seguem-me no Twitter, isto é um sonho. Obrigado por tudo beijos. Aa’ O Liam pediu para lhe ligares quando chegasses Dannie.
-Vês ela está com o Harry, eles gostam um do outro.
-Sua dramática, deixa-me ligar ao Liam.
-Estou Liam?
-Olá princesa.
-Liguei para ouvir a tua voz..
-Recebeste o recado da Tânia?
-Sim, que querias?
-Queres ir a uma discoteca? Os rapazes querem ir, e eu quero-te levar…
-Claro vamos a uma discoteca.
-Pergunta se posso levar alguém Dannie – interrompeu-me a Jessica.
-Diz á loira que ela pode, eu passo com os rapazes por tua casa, beijos.
-Chau Liam.
-Amo-te.
-Amo-te mais – O Liam desligou nesse momento
-Jessica não vais levar o Rafael.
-Vou sim, olha só. – A Jessica ligou ao Rafael, ele concordou em ir connosco á discoteca.

[Rafael]
 Cheguei a casa da Jessica um pouco depois do jantar, toquei á campainha. Uma rapariga de cabelos castanhos atendeu-me.
-Olá deves ser o Rafael, Dannie. Não deves ter ouvido falar de mim.
Acabei por entrar, a casa era muito maior do que a minha, e estava bem decorada. Várias conversas rolaram, entre nós estava outra Rapariga com o nome de Tânia.
-Então também és bailarina Danielle?
-Sou Rafael, mais focada no ballet e danças de salão.
-Podias aparecer um dia destes no meu estúdio.
-Não deixa estar rapaz. Tenho mais que fazer.
Ouvi a campainha a tocar, não imaginaria quem seria, até que reparo que é aquela banda de 5 rapazes. Eu não gostava nada daquela banda, eu achava que era 5 rapazes que lá por terem tudo que queriam era superiores aos outros.
-Ainda bem que já estás cá – olhei para a Danielle a dar um beijo a um dos rapazes, fiquei bastante surpreendido, nunca imaginaria que elas namoravam com eles.
-Tu namoras com essa coisa Dannie? – ela não me disse nada, apenas arqueou a sobrancelha e virou-me costas.
-E tu és? – Perguntou o mesmo rapaz com quem a Dannie estava.
-Chamo-me Rafael, sou coreografo.
-Ele vai connosco? – Questionou um moço de caracóis, ele tinha um sorriso bastante esquisito. Eles todos pareciam uns betos mas preferi ficar calado e não comentar nada para não arranjar problemas.
-Vai Harry – disse a Jessica.
Fomos para a discoteca tínhamos um montão de fãs atras de nos por vezes era bastante irritante.  Chegamos, a Jessica puxou-me logo para o meio da pista, aquela rapariga não falhava uma.

[Harry]
A loira estava bastante divertida com o tal Rafael, ela olhava para ele como olhava para mim.
-Tânia queres ir dançar?
-Vamos Harry. – Fui com a Tânia.
Estava a dançar com a Tânia abeira da Jessica, no meio daquela música e das loucuras que todos cometíamos a Jessica estava a beijar o Rafael. Ele tinha a mão dele no rabo da Jessica, ele só se queria aproveitar dela.
-Arranjem um quarto - comentei. Eles não responderam nada, peguei numa bebida e num golo ela já tinha desaparecido.
-Harry estás mal não é?
-Não. A Jessica só está ali agarrada aos beijos com ele.
-Se tivesses sido mais rápido, serias tu ali menino Harry – interrompeu a Danielle.
-Mas ela namora…
-Não Harry ela não namora pensei que soubesses disso, o Liam sabe.
-Tu sabias Liam?
-Eu tinha dito tu fizeste uma festa enorme…
-Eu?
-Ele estava bêbado – disse o Niall
Era a minha oportunidade fui ter com eles- Jessica podemos falar?
-Claro Harry, que se passa?
-Não podem, estamos a meio de uma dança Jessica- Puxei a Jessica por o braço ela correspondeu ao meu pedido até que sinto algo na minha cara. Uma briga tinha começado, o Rafael tinha-me dado um soco, olhei-o de alto abaixo.
-Queres briga?
-Parem – disse a Jessica, mas o Rafael afastou-a para trás. Os rapazes vieram logo atrás. O Liam retribui-lhe o soco que ele me tinha dado, ele era o pior rapaz que tinha conhecido até agora.
-Lá por seres famoso não quer dizer que não te deia uns socos nessa cara bonitinha – Ele empurrou o Liam, ele nem socos sabia dar, eu estava com o punho fechado quando se ouve um estalo na cara do Rafael.
-Tu nunca mais te metes com o meu namorado, ouviste? – Disse a Danielle dando-lhe outro estalo.
-Precisas que a namorada te proteja? – O Rafael saiu dali, talvez porque os seguranças vieram logo e nos expulsaram.


 20º Capitulo
Quem gosta realmente de ti, não te abandona ao primeiro segundo.
[Jessica]
 As cortinas abriram-se, ouviam-se palmas e assobios. Comecei com os passos planeados, estava ainda sozinha até que chegou o momento em que o Rafael entra e dançamos os dois.
Eu ainda me lembrava da noite de ontem. O Harry queria-me dizer algo, mas com aquela confusão não tive tempo de lhe perguntar.
-Jessica concentra-te – disse o Rafael.
Continuamos a dançar. Terminamos de atuar, fomos á frente do palco e fizemos uma vénia, as pessoas aplaudiam o nosso esforço, era ótimo saber que elas tinham gostado. No centro estava a Dannie, a Tânia e os rapazes. O Harry não olhava para nós, desviava a cara para outro lugar mais interessante talvez.  O Rafael beijou-me, eu não queria que aquilo acontecesse por isso parei.
Fomos para o nosso camarim.
-Rafael eu não gosto de ti, espero que compreendas.
-Eu sei Jessica.
-Desculpa – disse aproximando-me
-Eu namoro.
-Tu o que?
-Jessica, já deste tudo que tinhas a dar, agora adeus, até um dia. Vou receber o meu prémio.
Ele veio á minha beira e deu-me um beijo na boca de leve, ele era nojento, eu senti nojo de mim. Como eu deixei que aquilo acontecesse. As lagrimas invadiram os meus olhos, eu não conseguia pensar… Eu perdi o Harry por causa dele, e ele nem comigo queria ficar. Senti alguém abraçar-me, não consegui ver nem queria ver, era tudo demasiado irreal.
-Tem calma melhor amiga, eu ouvi tudo.
A Danielle pediu ao Liam para nos levar a casa, eu não queria que ninguém me visse naquele estado.
Fui dormir, já era bastante tarde. Estávamos as três cansadas.

[Danielle]
Havia apenas 3 portas, escolhi a do meio achei a mais indicada. - Joana que estás aqui a fazer?
-Estou em perigo Danielle, ajuda-me por favor – Vi a Joana a cair num poço, os gritos eram cada vez maiores.
-Foi só um sonho Dannie acalma-te – comentei comigo mesma. Tinha acordado naquele instante e ainda bem. Já era a terceira vez que sonhava com a Joana, a minha consciência não estava descansada. Eu sempre cuidei da Joana como uma irmã mais nova, e deixa-la ir para Portugal foi um erro. Procurei o meu telemóvel nos lençóis da cama. Tinha uma mensagem era do Liam a desejar-me bom dia. Ele acordava bastante cedo. Liguei para a Joana.
-Estou, Danielle és tu?
-Sou Joana, ainda tens o teu número Inglês?
-aa’ tenho, eu tinha esperanças que me ligasses.
-Está tudo bem contigo?
-Mais ou menos, eu estou farta de Portugal quero voltar prai.
-Volta, sabes que tens a porta aberta…
-Mas eu moro com a catia agora.
-Traz a Catia assim ela conhece Inglaterra.
-Danielle daqui a um mês aturas-me outra vez.
-Tu sabes como eu odeio isso princesa, beijos vou trabalhar Jukes.
-Bom treino Dannie, beijos.
Sai da cama fui tomar um banho, depois fui comer alguma coisa. Eu andava a comer pouco o que não era de mim, mas sempre que comia bastante vomitava. A Tânia e a loira ainda estavam a dormir, a Jessica tinha que ir trabalhar mas com isto tudo preferi não acordar.
-Danielle onde vais?
-Tânia pensei que estivesses a dormir…
-Não, como daqui a dois dias já me vou embora queria passar um pouco mais com o Harry sabes como sempre tive uma grande admiração por aqueles caracóis.
-Sei meu anjo, despacha-te eu levo-te até casa deles.
Enquanto a Tânia se preparava, fui ao meu computador, á bastante tempo que não ia lá. Desde que conheci o Liam nunca mais fui lá. Fui ao facebook tinha muitas notificações, era incrível como em 3 meses aquilo tinha mudado. Fui ao twitter, tinha várias pessoas a seguir-me, entre elas vi que tinha os rapazes a seguirem-me, aquilo sempre foi um grande sonho meu. Tinha também várias mensagens de raparigas a perguntarem-me se eu namorava com o Liam.
-Vamos Danielle – disse a Tânia. Peguei na minha mala e fomos embora. Levei a casa do Harry para eles estarem juntos.

[Jessica]
Acordei com o bater da porta, devia ser a Dannie a ir para o trabalho ou algo assim. Bem, fui tomar banho e depois tomei o pequeno-almoço. Estava tudo calmo, lembrei-me como o Rafael me tinha tratado, ele foi um canalha, e eu uma burra por ainda acreditar que existe rapazes que apenas gostam de uma rapariga por amor. Enquanto vagueava nas minhas memorias, recebi uma mensagem, era da minha melhor amiga, dizia que a Tânia tinha ido com o Harry, e se eu não o queria perder para me despachar porque mais dia, menos dia  eu iria ver o Harry a namorar com a Tânia. Saí de casa, em pouco tempo cheguei a casa do Hazza, toquei á campainha ninguém me atendeu.

[Harry]
 Estava bastante entretido com a Tânia á algum tempo que não falava assim com uma rapariga.
Ouvi a campainha a tocar, não liguei, o Lou o Liam o Zayn e o Niall, tinham a chave de casa. Ou seria alguma fã ou não sei.
-Então Tânia mais dois dias e depois vais embora? Vou ter saudades.
-Também vou ter saudades Harry, obrigada.
-Obrigado por?
-Por realizares um grande sonho meu, eu sempre quis falar contigo apenas os dois.
Abracei a Tânia, enquanto o fazia vi a Jessica atrás dela, como ela entrou ali? Pensei no beijo entre ela e o Rafael, era a única coisa em minha cabeça. Os meus lábios colaram-se aos da Tânia, eu estava a gostar do nosso beijo, era apaixonante, era bastante bom,se eu não conhece-se a Jessica estava disposto abrir o meu coração a Tânia, abri os olhos e uma lagrima escorreu do canto do olho da Loira, fechei os meus olhos novamente, voltei abri-los e ela ali já não estava. Parei o beijo, eu tinha feito um erro tinha magoado a rapariga que eu gostava. Sorri para a Tânia, e fui atrás da Jessica.
-Jessica não! – Gritei mas era tarde de mais.

 

21ºCapitulo.
Não é por a caso que amor rima com dor.
[Jessica]
Sabem quando veem a pessoa que voces gostam com outra, algo nos invade por dentro, sentíamos um vazio, o nosso coração em pedaços, e tudo que mais queríamos era poder estar no lugar daquela pessoa mais sortuda do mundo, por apenas estar nos braços de quem amamos. Eu sentia-me assim, eu queria sumir do mundo, poder voltar atrás no tempo era o que mais queria neste momento.
Eu não queria ver aquilo, saí porta fora. Ia a correr, ouvi um grito do Harry – Jessica Não – olhei para trás. Estava parada no meio da rua, senti algo a embater contra mim. Foi muito rápido, senti o meu corpo a ser elevado para cima, e caí de força no chão, abri os olhos por momentos, a dor era insuportável. Vi o Harry á minha beira, ele pegou-me na mão – Jessica eu amo-te por favor fica comigo - A escuridão era interminável.

[Danielle] 
-Harry, não posso falar estou no meu ensaio.
-Danielle a Jessica foi ao hospital, ela teve um acidente, eu não sei o que fazer estou a ir para o hospital ela foi numa ambulância – disse o Harry apressadamente.
-Ok, estou a ir para lá – desliguei o telemóvel, saí dali num estante, os meus colegas da dança ficaram a olhar para mim, eu depois explicaria o sucessivo.
Chamei um táxi, ainda demorou por volta de 20 minutos o que me fez perder parte da minha paciência. Entrei no táxi, ele não arrancava, o senhor pediu-me desculpas, mas desculpas não arremedam o erro, certo ficamos parados dentro do táxi mais 15 minutos, passado esse tempo que parecia infinito o carro arrancou por minha sorte.
A fila era interminável, estávamos numa rua cheia de trânsito, hoje decerto era o dia dos acidentes, ironia, já tinha passado mais de uma hora desde que o Harry me tinha ligado a dizer que a Jessica tinha tido um acidente. Liguei ao Liam para me vir buscar mas o telemóvel dele devia estar desligado. Eu não tinha o número do Zayn nem do Niall a minha única opção era o Louis.
-Louis ajuda-me por favor!
-Que se passa Dannie?
-A loira teve um acidente, eu quero ir para o hospital mas engarrafamento – expliquei alguma parte ao Louis e disse onde eu estava, ele disse que ia buscar o Liam a casa e que me ia buscar depois a mim.
-Eu saiu aqui – disse ao Taxista, paguei-lhe o que lhe devia e saí do Táxi.
O Lou e o Liam nunca mais chegavam, eu andava para trás e para a frente. Fui subindo a rua devagar.
-Oi gostosa – estava um grupo de rapazes atrás de mim, eles estavam a fumar, deviam ter por volta de 20 anos ou mais, eu acelerava o passo mas ele insistiam em vir atrás de mim. Eles cercaram-me e começaram a fazer vários comentários. Eram por volta 7 rapazes.
-Então queres ir dar uma volta?
-Não têm mais nada para fazer? - disse
-Não princesinha – Eu dei um pontapé a um e uma cotovelada a outro ainda me deu um pouco de tempo de andar alguns passos, mas eles eram muitos seguraram-me com força. Eu fechei os olhos o dia não podia piorar.
-Ei – ouvi uma voz bastante reconhecível – larguem-na, era o Liam, o Louis e o Zayn.
-E o que nós ganhamos com isso?
-100 Libras, tomem – Eles largaram-me o Liam tinha-lhes dado por volta de 120 euros, 100 libras, eu ainda não era muito bom a gerir o dinheiro em libras.
-Liam – agarrei-o.
-Estás bem pequena? – Perguntou o Louis.
-Agora sim, obrigado. – disse. – Temos de ir para o hospital, a Jessica teve um acidente.
-Danielle tens o braço marcado.
-Isso não importa Zayn. Andem rapazes. 
Seguimos para o Hospital. Na entrada estava o Harry e a Tânia, nota-se na cara do Harry que algo tinha sido grave.
-Harry o que se passou? – Falei quase gritando.
-A Jessica foi atropelado por um carro, não sei o que se passou, foi tudo muito depressa Danielle… A culpa é minha.
-Porque a culpa é tua? – Perguntou o Liam
-Ela viu-me a beijar a Tânia…
Matar agora o Harry era uma boa opção, mas já tinha ocorridos tantos acidentes que o melhor era ficar calada á espera de notícias. Entrou um medico na sala onde estávamos.
-Alguém aqui é familiar da Jessica ou amigo próximo?
Eu olhei para o Harry e depois disse : Eu sou.
-Venha comigo – segui o medico até uma sala, consultório melhor dizendo.
-A Jessica está com a perna partida e...
Interrompi o medico – Ainda bem que é só isso , ela está viva certo?
-Ela entrou em coma por causa do choque. O batimento do carro foi muito forte, e por o que o namorado dela disse ela bateu com a cabeça no chão..
-Desculpe namorado?.
-Um rapaz alto de caracóis, ele disse que era namorado dela.
-Certo, e em coma quanto tempo poderá ficar assim?
-Tanto pode ser um dia como um ano, ou mais… Não lhe podemos dizer quanto tempo a menina Jessica estará em coma.
Tive a preencher algumas coisas da Jessica, depois saí dali e fui ter com os rapazes o Niall entretanto tinha aparecido no hospital. Abracei-me ao Liam a chorar, era a única que conseguia fazer naquele momento.

23 comentários:

Daniela Ribeiro disse...

que bonito *-*

Jessica Martins disse...

é mesmo *-* xd

Daniela Ribeiro disse...

*-* festa de fics

Nêz'Khalifa ♥ disse...

quero mais *-* adoro :D

Daniela Ribeiro disse...

obrigadoo :D *-*

Butterfly disse...

Está mesmo linda ;) Adoro :D

Daniela Ribeiro disse...

Muito obrigadoo :D

Tania Cruz disse...

ADORO AS VOSSAS FICS E O VOSSO BLOG MENINAS!

Daniela Ribeiro disse...

Obrigadooooooo Tania ♥ *-*

Tania Cruz disse...

de nada. :D ♥

Daniela Ribeiro disse...

*-* ♥

PortugueseDirectioner disse...

Adoro a fic!!! *-*

Anónimo disse...

quero saber o que se passa com o zayn e a joana *-*

Cátia'Horan disse...

amr eu vicio na tua história *_*
nunca mais falas-te em mim:(

Daniela Ribeiro disse...

PortugueseDirectioner - obrigadooooo *-*

Daniela Ribeiro disse...

ann - mais para a frente já irás saber :b (x

Daniela Ribeiro disse...

ainda bem amor *-*
tenho que ver isso princesa :c não te preocupes com isso :b

Cátia'Horan disse...

amo-te

Anónimo disse...

fantastico continua, quero mais

Anónimo disse...

ansiosa por o próximo, é fantástica a tua fic por favor continua :)

Daniela Ribeiro disse...

obrigado (: irei por amanha um em principio*

Anónimo disse...

saltas-te um capitulo -.-"

Daniela Ribeiro disse...

que tragédia anonimo* (; mereço ter uma morte lenta e dolorosa por isso.