segunda-feira, 4 de junho de 2012

Until The Last Moment



Capítulo 3
Time to go.

Duas semanas passaram-se desde que o Harry tinha voltado para casa. Todos os dias conversava com a Daniela sobre o assunto, cada vez mais decidida que o nosso casamento nunca seria de verdade, o que nós tínhamos tinha virado um relacionamento de amigos com benefícios. Harry não me olhava nem me tocava do mesmo jeito que antes. Teria de encarar a realidade, Harry estava distante..
Durante o jantar, estávamos há quase quinze minutos sem dizer uma só palavra, quando um nó apertado no meu peito fez-me abrir a boca várias vezes antes de finalmente dizer.
- Harry, não quero casar. – Disse, vendo os olhos do homem que eu mais amo no mundo olhando-me – Eu não aguento mais essa coisa estranha entre nós.
- Estás a falar assério? – Ele olhou para os lados, como se esperasse que a qualquer momento o Mickael Jackson surgisse de trás da porta a gritar ‘just beat it’ ou algo assim – Desde quando há algo estranho entre nós?
- Nós mudamos tanto, Harry – sentia-me idiota por estar a chorar. Em nenhum momento até ali havia chorado ao pensar em deixar Harry. Não porque eu não o amava, ou porque ficar sem ele não me doeria, era porque aquilo era o melhor a se fazer (Sim, Daniela também diz que sou muito racional e fria às vezes, mas eu sou do tipo que usa a cabeça antes, o coração depois) – Eu nem sei mais o que nós temos.
- Loira, eu só estou a recuperar da turnê, sabes que é cansativo.
- Tu nunca precisas-te de semanas para recuperar da turné, nunca precisas-te de semanas para olhar nos meus olhos enquanto conversamos, não tentes negar.
Ele não tentou. Levantei-me e fui para o quarto e ele nem ao menos tentou impedir-me. Eu já tinha feito uma pequena mala enquanto Harry estava na piscina com Liam e Niall. Peguei na mala juntamente com a minha bolsa e coloquei tudo no carro. Nem quando estava a sair da garagem, pronta para deixá-lo, Harry tentou impedir-me. Aliás, não duvido de que ele continuou a jantar como se nada tivesse acontecido.  Estacionei o carro mesmo em frente à casa da Daniela e do Louis, certamente eles iriam-me deixar permanecer por uns tempos em casa deles.
- Loira! Está tudo bem? – a cara de preocupação de Louis fez-me voltar a chorar – O que aconteceu?
- A Daniela está ai? – Funguei.
- Entra. – ele olhou para a mala – Ah, não me digas que..
Fiz que sim com a cabeça e logo os braços de Louis estavam ao meu redor. Eu sentia-me horrível por ir pedir abrigo a um dos melhores amigos do Harry, mas eu não tinha aonde ir. Logo Daniela estava ali e olhou-me com a mesma cara que o Louis.
- Podes ficar o tempo que for necessário. – Daniela disse abraçando-me – Queres comer alguma coisa? Precisas de algo?
- Não, obrigada , só quero ficar um pouco sozinha, pode ser?
- Claro. – Disse o Louis – Vou levar a tua mala lá para cima.

Sem comentários: